Os meus monstros!

(Texto Retirado da Internet)

Bom dia a todos, esses dias eu estava andando pelas paginas que acompanho e me deparei com esse texto. Confesso que me esqueci de salvar a pagina de onde o retirei, portanto infelizmente não vai dar para indicar!
Adorei a maneira como foram colocados os nossos sentimentos e muitas vezes mesmo antes de ler esse texto eu já os encarava como monstros mesmo. rsrsrs!
Espero que gostem...


Tenho muitas pessoas dentro de mim. Dentre elas, um bicho enorme, amedrontador, que fala coisas horríveis e sem volta, ruge, grita e arregala os olhos. Coitadinho, morre de medo de ser abandonado, deixado sozinho. Para conseguir o amor garantido, berra ainda mais. Parece que ele vai testando até onde os demais agüentam. Quando ele fala mais alto e está mais presente que as outras pessoas que moram dentro de mim, acabo me parecendo mais com ele. É duro colocá-lo no seu lugar novamente. Muito difícil mesmo. Acho que o nome dele é Medo.

Li certa vez que o oposto do amor é o medo. E não o ódio, como pensamos. O medo afasta, divide, destrói. O ódio é facilmente revertido, pois nele mora a paixão. Quando o Medo aparece, tento alimentá-lo, perguntando: "do que você precisa?". Às vezes ele quer colo, outras vezes ele quer ser dominado e outras ainda apenas ser ouvido. Tenho que alimentá-lo e pedir aos outros o que ele necessita. Quem sabe assim ele se acalma por um tempo. Sim, porque sei que ele está sempre ali.
Bom, aí surge outro carinha que mora dentro de mim. Vem surgindo duro, categórico: "de jeito nenhum! Você não precisa de ninguém. Precisa se virar sozinha! Autossuficiência! Ademais, os outros podem deixá-la a ver navios. Não confie em ninguém!" Esse aí, também já sofreu muitas decepções e frustrações. Quer provar a todo tempo que consegue sozinho. É gordo, precisa de alta camada de proteção. Já tomou conta de mim por vários anos. E fiquei literalmente igualzinha a ele. Penso que ele se chama Orgulho.

Enquanto eles se enfrentam numa guerra sem fim, aparece alguém humilde, com a voz branda, suave e sábia. Vem dizendo: "nem todo o conhecimento vem pela razão! Dê ouvidos a ambos, mas escolha com coração o que é certo de fazer. Você consegue e pedir não diminui seus méritos. Mesmo Jesus pediu para que aquele cálice amargo dos humanos fosse afastado de seus lábios." Essa voz me acalma. Gostaria de ser essa pessoa 100% do tempo. Não é homem, nem mulher. Tem forma etérea. Caminha com passos calmos, mas precisos e seguros. Acho que o nome dela é Amor.

Acabo pedindo aos outros que me cercam o que o Medo quer e respondo ao Orgulho que conseguimos aguentar o "não". Algumas vezes, não conseguimos o que o Medo queria. O Orgulho sai rindo e se vangloriando, "não falei?". Acredito que isso aconteça porque nem sempre os outros conseguem estar vestidos do Amor, assim como eu mesma não consigo ser Amor 100% do tempo. Mas procuro quem o esteja vestindo hoje, que é quando o Medo precisa. O mais surpreendente: quase sempre consigo o colinho, ou ouvidos compreensivos.

Conhecendo essas pessoas em mim e nos outros, aprendi que a impaciência, a intolerância e as agressões não são mais que o Medo gritando para não ser abandonado, para ser compreendido. Estou aprendendo com o Amor que ele nasce em primeiro lugar para nós mesmos. O jeitão do Medo não leva a lugar algum. Não consegue o que realmente precisamos.

O amor próprio possibilita o amor altruísta, generoso. Conhecendo a nós mesmos e às várias pessoas que nos habitam, temos mais chance de construir relacionamentos saudáveis, vivendo de bem com a vida.

11 comentários

  1. Oi, Ca!!!
    A fonte está em nós mesmo, né?!
    O amor próprio é verdadeiro e contagia com toda certeza.
    Bjoo

    ResponderExcluir
  2. Ahh que texto fofo.
    Queria te dizer que as vezes encaro meus sentimentos como monstros também.
    Adorei.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto.
    "
    O amor próprio possibilita o amor altruísta, generoso. Conhecendo a nós mesmos e às várias pessoas que nos habitam, temos mais chance de construir relacionamentos saudáveis, vivendo de bem com a vida. "

    Concordo mais que plenamente...Maravilhoso post.

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do texto!
    É completamente verdade, mas às é bom ler pra lembrar, né?
    Bjsss

    ResponderExcluir
  5. lindo o texto, me fez bem ler.
    Adoro teu blog

    ResponderExcluir
  6. Que lindo esse texto! Adorei ler e me identifiquei muito com ele também.
    Achei que você não apareceria hoje! Hahaha

    Beijão

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila,
    Tb li este texto na net e gostei muito, mas não me lembro onde ...
    Lindo post!
    Bjkas e uma ótima terça-feira para vc.

    ResponderExcluir
  8. Que lindo texto! Adorei.

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post, beijão :**

    http://agathasplace.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Adorei o texto!
    estou seguindo seu blog e ficaria muito feliz se você seguisse o meu também!
    www.tressebien.com
    =D

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...