Uma historinha triste...


Não imagino que tipo de pensamentos vocês tem a respeito da saúde no nosso país, mas a minha que já era descontente piorou ainda mais esse fim de semana! Também não sei se alguém ai é médico e se for, por favor, nos esclareça porque algumas coisas funcionam.

Quando nos formamos, fazemos um juramento que na maioria das vezes é lindo e muito tocante, e o dos médicos é assim:

PROMETO:
Que ao exercer a arte de curar, me mostrarei
Sempre fiel aos preceitos da honestidade,
Da caridade e da ciência. Penetrando
No interior dos lares, meus olhos serão
Cegos, minha língua calará os segredos
Que me forem revelados os quais terei
Como preceito de honra; nunca me servirei
Da minha profissão para corromper
Os costumes ou favorecer o crime.
Se eu cumprir este juramento com
Fidelidade, goze eu a minha vida e a minha
Arte com a boa reputação entre os homens
E para sempre; se dele me afastar
Ou infringir suceda-me o contrário.

Hipócrates – 460 A. C.

Claro que esse é uma das milhares versões que podemos achar, mas no final todas falam a mesma coisa, juram se comprometer com as pessoas com honestidade e caridade e blá, blá, blá!!!

Semana passada o pai de um amigo meu que mora numa cidadezinha no interior de São Pulo, velhinho estava voltando pra casa de bicicleta quando começou a chover. Este deve ter ficado meio apavorado porque era uma chuva forte acompanhada de granizo e não sei por que nem como em uma descida ele perdeu o equilíbrio (acho que teve uma parada cardíaca) e levou um tombo muito feio. Bateu a cabeça na calçada e desmaiou com o rosto virado para a lama, respirando todo aquele barro.

Porque estou contando isso? Não, não é pra chocar ninguém, mas para explicar os diferentes tipos de médicos que existem no mundo.

Ali naquele momento estavam passando dois amigos, que por muita sorte eram recém formados em medicina, estavam saindo para um churrasco com os amigos, onde se divertiriam muito e coisa e tal, mas como são pessoas iluminadas e haviam feito esse juramento maravilhoso há pouco tempo, pararam imediatamente e socorreram o senhor caído (deixando a festa de lado), fizeram todos os primeiros socorros de maneira extraordinária e chamaram a ambulância.

Daí, esse senhor foi levado ao hospital da cidadezinha sabe? E quando lá chegou, foi atendido por um médico que eu acho que já não se lembrava mais do juramento, porque foi a muuuuito tempo e este disse que o caso era grava e que ele teria que vir aqui para Rio Preto. (minha cidade, bem maior do que lá, onde temos uma faculdade dentro do hospital praticamente)

O problema não foi esse, o fato é que ele diagnosticou o senhor e o deixou ali do lado, como uma planta esperando para ser transportado para cá. Não teve a preocupação de limpar pelo menos as vias aéreas dele que estavam cheias de barro (e daí vocês já imaginam a dor né?) e muito menos as escoriações todas pelo seu corpo.

Bem, para encurtar a história o médico daqui remanejou uma equipe enorme para cuidar do senhor porque o caso era realmente sério, ele quebrou a primeira vértebra da coluna e precisou passar por uma cirurgia que demorou 12 horas. Na idade dele não é assim tão fácil sabe?!

Gostaria de finalizar dizendo que a cirurgia foi um sucesso, mas ele não pode ir pra casa porque contraiu uma pneumonia muito forte por ter ficado com as vias aéreas muito tempo entupidas com o barro daquela sarjeta. Aquele barro que o médico da cidadezinha não limpou até ele ser transportado para cá!

21 comentários

  1. É nojento com as pessoas deixam de ser humanas em certas situações né? A medicina é uma das profissões mais lindas e ainda hoje nos deparamos com seres assim como esse.
    Espero que esse senhor melhore logo!

    Excelente post Camila, Crítica muito boa.

    ResponderExcluir
  2. É triste, muito triste. Vejo todos os dias na TV, nos telejornais, notícias que se parecem com essa. No RJ, os velhinhos esperam dias por atendimento, sentados em cadeiras desconfortáveis, ou deitados no chão frio, sem nunhuma proteção.
    É o raio x da saúde do Brasil.

    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Oi Camila,
    Não vamos julgar os médicos pelo descuido de um. Tem gente que é relapsa em qualquer profissão, a verdade é esta e tem gente que é relapsa até com a própria vida e das pessoas que dependem dela, como algumas mães e pais que não nasceram para tal função e insistem em ter filhos.
    Vc é de São José do Rio Preto? Eu vou de 6 em 6 mêses para a sua cidade, pois meu marido tem retorno médico e controle aí.
    Bjkas e uma ótima 3ª-feira para vc.

    http://gostodistonew.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Poxa vida, que revoltante isso, é um classe maravilhosa mas como em todas as outras, contém muita mesquinharia no meio.
    Imagina um ser humano, deixado de lado porque não pode ser tratado no local?!
    É trite mesmo!

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito do seu blog! Menina, que coisa que aconteceu hein? Mas, é isso que vc falou a saúde no nosso pais deixa a desejar...e, como sempre o povo sofre. As pessoas são reféns de um sistema de saúde precário. A classe média paga por um plano caríssimo de saúde e a classe pobre se submete a esse tipo de situação, ou seja, a maior parte da população está sujeita a isso. Se isso vai melhorar não sei, mas eu não tenho esperanças...bjocas

    ResponderExcluir
  6. Fazer o que se para muito mais vale o dinheiro no bolso no fim do mês do que a vida!
    É por absurdos desses que mutas pessoas hj em dia temem a figura do médico que se endeusa e se acha capaz de desprezar a dignidade humana!
    amei o post, extremamente valoroso!
    bjsssss

    ResponderExcluir
  7. A ambição apodrece o homem.
    Fiquei sem palavras com esta história, espero que esse senhor se cure logo.
    Achei o post muito bom, essas críticas tem que ser levadas a frente!

    ResponderExcluir
  8. Que tristinha essa história mesmo. Como pode alguém estudar para isso e não sesensibilizar com a propria profissão. Muito trite isso.

    Gostei do protesto Ca. Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Infelizmente tem gente que só pensa no dinheiro, não tem amor a profissão é triste. Eu uma vez vi um cara que cursava medicina e dizendo pro amigo dele ah eu nemvou quase na aula, depois enrolo os professores, fiquei pensando esse ai vai ser uma bela porcaria de profissional... Bjãooooooooo querida!

    ResponderExcluir
  10. Tristinha a história, rs.
    Mais adorei
    Beijos,
    http://agathasplace.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Não entendo o que motiva um profissional a fazer isso...

    ResponderExcluir
  12. Isso me lembrou da parábola do Bom Samaritano... hehe... Mas infelizmente o mundo é feito de pessoas assim: boas e ruins, responsáveis irresponsáveis, dedicadas e desleixadas....

    Parabéns pelo post...

    HUGS =D...
    Escrevendo aos Pouquinhos

    ResponderExcluir
  13. Triste... pior é saber q um profissional estudou p isso e nao faz jus ao seu juramento!!!

    ResponderExcluir
  14. Camila, certemante vc nao precisa entender oq é conceito e comercial, queria te explicar esta diferenca p vc ver com outros olhos um heaute couture... mas hj estou sem tempo pq estou atrasado p dar aula, mas a noite se der eu te mando algo.. pode ser? beijao

    ResponderExcluir
  15. Cami, post excelente como todos!!!Pois é Cami isto que aconteceu e anda acontecendo com a saúde do nosso pais é revoltante e pior de tudo é que os dois candidatos que estão ai se degladiando, cada um pior que outro!!Bjs, Va.

    ResponderExcluir
  16. Infelizmente isso tem sido comum em nosso país.
    Como estou aqui pela primeira vez, digo-lhe que gostei muito da forma como escreves.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  17. Oi CAmila,

    em todas as profissões há gente assim. MAs com profissionais da saúde o buraco é mais embaixo. Eles cuidam de vidas, são pagos para salvar vidas, mas tem uns que são tão medíocres que valorizam algumas vidas e desvalorizam outras.

    Isso é triste!

    bjss

    ResponderExcluir
  18. Oi Camila, td bem agora sim eu tenho mais tempo p esclarecer sua duvida, entao um desfile conceitual q foi o caso do Galliano ele nao procura vender nenhuma de suas peças desfiladas, e sim apresentar o conceito da sua coleção, sobre oq podemos esperar de formas, cores, ideias de estampas, sobre o make up ai dpois de apresentar isto, ele monta uma coleção comercial com estas ideias mais contidas e vende em suas lojas, o ideal é impactar com um desfile "horroso" deste como vc mesmo disse pq o pessoal vai querer conferir como ele fez a transição das peças.

    Muito obrigado por visitar o blog, e sempre q precisar pode contar cmg... e me desculpe mais uma vez pelo incidente!

    ResponderExcluir
  19. Nossa querida Camila, realmente triste, porem bom vc postar , para deixar bem claro o alerta!
    Enfim, estamos com saudades suas nos Mimos,rs
    Bjs
    Lulu & Sol

    ResponderExcluir
  20. Oi Camila,
    Passei para desejar a vc uma ótima quinta-feira.
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. O Médico e o Monstro? Aff...
    Existem profissionais e profissionais! O dinheiro fala mais alto em alguns casos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...