[Livro] Silêncio dos Inocentes - Thomas Herris (Especial Hannibal 4/9)


O começo do livro é um pouco mais lento, mas primordial para o desenrolar da história. Até então estamos focados em Will Graham e de repente ele desaparece, deixando o caminho livre para Clarice Starling, isso foi um choque para mim que acompanhei a série com tanto afinco ANTES de ler os livros.



Sinopse: Cinco mulheres são brutalmente assassinadas em diferentes localidades dos Estados Unidos. Para chegar até o sanguinário assassino, uma jovem treinada pelo FBI entrevista o Dr. Hannibal Lecter, um brilhante psiquiatra, cuja mente está perigosamente voltada para o crime. Ao seguir as pistas apontadas por Lecter, a jovem se vê envolvida numa teia mortífera e surpreendente.



Classificação
Editora Record

"- Memória, policial Starling, é o que tenho em vez de uma vista".

Nestas primeiras páginas vamos conhecer a estudante, recrutada por Jack Crawford, e também acompanhamos o quanto Hannibal Lecter teceu sua teia, envolvendo-a a cada encontro. Perto da página 100 a coisa esquenta. O ritmo aumenta. Nesse ponto, Lecter tem todas as cartas na mesa e está pronto para jogar.

É assustador. Me coloquei no lugar de Clarice, ali, de frente para um monstro canibal, capaz de penetrar em sua mente e causar danos, mesmo atrás de um vidro inquebrável e preso por correntes e uma mordaça de ferro. E as conversas entre eles...

"Creio que a maioria dos psiquiatras tem um paciente ou dois que gostaria de encaminhar para mim".

Aqui, mais uma vez o FBI precisa da ajuda de Hannibal para pegar um psicopata desenfreado, pois só uma mente perversa pode entender outra - É o que pensam.

Com Will Grahan, definitivamente, afastado e desfigurado (leiam Dragão Vermelho para saber o motivo apavorante desse acidente), Jack Crawford apela para uma estudante brilhante. Ele espera que sua esperteza e por ser mulher, consiga algo de Hannibal, antes que Bufallo Bill ataque novamente.

Dessa vez, Hannibal parece fazer parte dos assassinatos que andam ocorrendo. Ele dá pistas que parecem incompletas para Clarice e, em um primeiro momento, parece estar enrolando em busca de um prêmio maior. Agora ele tem uma governadora em suas mãos, já que sua filha, Catherine Martin, é a garota sequestrada de Bufallo Bill, no momento e resolve tirar vantagem disso.


Bem, Bufallo Bill é mais lunático do que Francis Dolarhyde - ou não, sei lá - pois está querendo se transformar também, mas não em um dragão e sim em uma moça. Para isso ele sequestra garotas grandes e tira sua pele para costurar um traje para ele. Pense que beleza de traje!

"Lidar com a pele humana é monstruosamente difícil se os padrões de qualidade do serviço não são tão altos quanto os do Sr. Gumb. Há decisões estruturais básicas a tomar e a primeira é onde colocar o Zíper".

Acontece que Hannibal não perde oportunidade alguma em sua vida e ao mesmo tempo em que "ajuda" Clarice na investigação, joga os dados a seu favor, mirando a liberdade.

A genialidade com que ele traça seu caminho é maravilhosa. Cada ação é calculada e cada resultado aproveitado com sabedoria. Por ser a obra que mais teve destaque no cinema, contamos com cenas inesquecíveis de Hannibal, tais como:

Hannibal usando a mascara de ferro ao encontrar com a governadora.


O primeiro encontro dele com Clarice - deliciosamente assustador.


Sua fuga teatral e refinada, com requintes de horror - É de arrepiar mesmo.


E claro,as provocações que ele faz com todo mundo, provando o quanto é diferente dos outros seres humanos.

"- Você se machucou?
- Não, eu...
- Está com um Band-Aid novo, Clarice.
Então ela lembrou - Arranhei-me hoje na borda da piscina - O Band-Aid estava na sua perna, escondido, por debaixo da calça. Ele devia ter sentido o cheiro."

Vai cheirar assim lá longe!

Esse livro é mais um dos que eu poderia ficar horas conversando. Falando sobre as conversas e sobre as reações, mas deixaria pouco para quem decidir ler. O filme foi maravilhoso e Antony Hopkins imortalizou o psiquiatra canibal de forma tão esplêndida que deu a ele um Oscar.


Nos livros, a introdução de Clarice foi bem mais interessante do que a de Will Grahan, porque veio desde o começo ao passo que com ele, em Dragão Vermelho, a história já começa na metade. E é por esse motivo que sempre irei agradecer a série que nos deu esse ANTES que nem Thomas Harris deu! 

Aqui, acompanhamos o primeiro contato de Clarice, que é incrível de se ver e vamos seguindo com essa relação ao mesmo tempo em que ela. O que a torna irresistível para ele? Porque entre tantos alunos, repórteres e médicos, Hannibal deixou-se envolver apenas com Clarice?


O vilão da vez, e notem que casa livro tem o seu, além do Hannibal, é bem interessante. Um homem que pensa ser mulher e para isso busca essa transformação. A medicina negou a ele essa mudança, então ele buscou seu sonho de outra forma. Distorcida, mas eficaz em sua cabeça.

A simbologia usada aqui foi a de uma mariposa. Enquanto no livro anterior temos o Dragão tatuado nas costas de Francis, um monstro quase vivo, em Silêncio dos Inocentes encontramos a perigosa Erebus odora — A mariposa conhecida como Feiticeira Negra que era introduzida na garganta das vítimas como uma assinatura de Jame Gamb (Bufallo Bill).

E, nesse segundo volume da série, somos, finalmente, premiados com a fuga de Hannibal Lecter. Quem lê desde o começo, anseia por esse momento que foi, de fato, esplêndido e ao som de Bach. (ouça aqui)


Lecter deixa para trás pessoas estupefatas com tamanha ousadia e uma agente do FBI entorpecida por conta de sua atenção a ela. Clarice temeria o retorno de Hannibal? Bom, ele mesmo deixou algo bem claro para ela em uma carta:

"Não faço planos de procurá-la, Clarice, o mundo fica mais interessante com você dentro dele. Certifique-se de estender-me a mesma cortesia". 

E como isso é generoso da parte dele, porque quem acompanha Lecter, sabe: Ele é perverso e raramente perdoa as pessoas, mas NUNCA quebra uma promessa. Ele considera isso rude e Lecter não perdoa os rudes, ele os come.


18 comentários

  1. Adoro o filme, nunca li o livro e nem vi a série. O filme posso assistir trilhões de vezes que não me canso hahah. Ótimo post!
    Beijokas
    DMulheres
    @dmulheres

    ResponderExcluir
  2. Oi Cá, não vi o filme, nem a série e não pretendo ler o livro. Não me sinto confortável com obras do gênero e sua resenha só me ajuda a comprovar que esta não é uma história para mim. Já me senti perturbada lendo o que vc tem a dizer imagina lendo o livro?

    ResponderExcluir
  3. Oi, Camila! O Bufallo Bill me assusta mais do que o Dragão Vermelho. E gosto mais da Clarice do que do Will. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Não sabia que tinha um livro dele. Lembro que ano passado reprisou no cinema da minha cidade, eu achando que era lançamento, fui assistir, hahahaha. Isso que dá não pesquisar antes de querer ver o filme, né? Eu gostei bastante da história do filme.

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Não é o meu gênero preferido, mas devido aos autores estarem investindo bastante nele estou pensando em dar uma chance a alguns deles para ver se gosto.
    Adorei a resenha e talvez esse entre na minha lista.

    https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, nunca vi o filme ou a série e na verdade não faz o meu estilo de livro, e não sei se leria, já que ele tem uma tensão psicológica e um toque de terror, algo que ia me deixar agoniada, e por ser meio medrosa, não leria, mas achei sua resenha muito bem escrita e acho que para quem curte é um ótimo livro.
    bjus

    ResponderExcluir
  7. Oie...eu lembro do filme. E quando eu era criança o meu irmão alugou da locadora para poder assistir. Lembro que eu morri de medo. Achei tudo horrível na história. Mas também...eu era uma criança. Então sinceramente?! O Silencio dos Inocentes não me traz boas recordações :(
    Bjss

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Camila... quando li o livro, há muito tempo atrás, eu tive um medo terrível, o filme também é de arrepiar, mas eu amei, rsrsrs
    Beijosss!!!

    ResponderExcluir
  9. Oi Camila, tudo bem?
    Eu já vi os filmes, mas ainda não li os livros e nem vi o seriado, pretendo fazer isso em breve. Acredito que a leitura seja realmente válida e complemente bem para entender melhor o psicológico de Hannibal.
    Tem um tempinho que planejo comprar o box com a trilogia, mas o valor que encontrei na internet não está compensando.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. AMEI o seu post! Bem bacana e completo! Sempre fui intrigada com as estórias criadas por Thomas Harris, principalmente por esse personagem tão famoso da literatura e tenho muita vontade de ler os livros, tanto é que sempre fujo dos filmes e estou postergando assistir a série pois queria primeiro ler a obra original. Mas ainda estou receosa de não ter estômago para a leitura já que o gênero foge bem da minha área de conforto. Mas enfim, lerei ao menos o primeiro livro para ver como encaro.

    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  11. Ganhei esse livro faz um tempinho, mas até hoje não li. E olha que não foi por falta de vontade!
    Assisti ao filme faz um bom tempinho e adorei quando vi. Gosto de histórias que mexem com a gente, sabe? E essa realmente mexeu super comigo.
    Soube que o livro é muito mais intenso, com passagens que são bem fortes.Não sei se consigo ler esse ano, mas acho que colocarei na meta de 2017.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Camila, sua linda, tudo bem?
    Eu vi o filme mias de uma vez, achei a interpretação dele incrível, ele é um grande autor. E essa história é incrível. Precisar dele para desvendar um crime dá mais ação à história, eu fiquei nervosa, pois o tempo estava acabando ele precisava cooperar. Gostaria de ler o livro também. Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oiii Camila, como vai?
    Garota eu to louca para ler esse livro, porém eu o tenho apenas em pdf e quero ele em físico, porque deve ser lindo de morrer essa edição e, sua resenha parece estar e está fabulosa, me deixando bastante entusiasmada para realizar a leitura.
    Beijinhso

    ResponderExcluir
  14. Oi Camila, tudo jóia?
    Quero muito comprar esse livro, assisti a toda a série de filmes e amei.
    É um dos meus gêneros favoritos, tanto no cinema quanto na literatura!
    E você está acompanhando o seriado Hannibal? Acho que até já acabou a primeira temporada, mas assisti só os dois primeiros episódios, que por sinal estão muito bons, agora só preciso de tempo pra assistir o resto AHEIE
    Mas voltando a sua resenha, gostei muito, assim como blog :3
    Quero essa edição da Record, parece ser maravilhosa!
    E quero acompanhar o livro que deu origem aos filmes e a série maravilhosos, vou comprar assim que possível!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Eu já assisti os filmes e gostei bastante. Sempre tive vontade de ler a série, mas faltou dinheiro para comprar todos. Quero ver se consigo em trocas no skoob. Eu adoro histórias de sociopatas e serial killers, então amei sua resenha, está bem completa e me deixou empolgada pela leitura.
    Eu comecei a assistir a série, mas parei, quero retornar! *-*
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  16. Olá, sabia que esse é um gênero que eu nada me atrai. Filmes, livros, série deixo sempre tudo passar. Acho medonho e não consigo me ligar e nem gostar. Adorei sua resenha e a curiosidade de saber que tem um livro. Parabéns! Porém deixarei passar.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Camila, socorro! Esse é um dos meus filmes preferidos da vida, e eu não fazia ideia do livro. Sim, eu me arrepio horrores com as conversas entre Clarice e Hannibal, e a acho muito corajosa (apesar de ser bem ingênua às vezes). Vou procurar para ler imediatamente, amei!!

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...