Palavras (e suas frases)

Vamos falar de palavras. Não seu significado e sim o quanto as usamos diariamente e o que elas despertam em nós.



O que faz uma pessoa que escreve um livro transformá-lo em um Best Seller? Será que é só a excelente história contada que faz isso? Acho que não, porque senão qualquer um que contasse algum dos incríveis casos que já saíram da cabeça de Stephen King, Sidney Sheldon ou Danielle Steel poderia fazer de suas anotações um grande sucesso. Tenho certeza que a escolha das palavras e a maneira com que esta é empregada na frase é que fazem toda a diferença.

Porque algumas pessoas não entendem o que escrevia José de Alencar?


Conhecer as palavras de verdade dá ao seu dominador um poder inimaginável. Poder este que permite a criação de grandes histórias, mas também lhe transforma em um formador de opiniões e isso é incrível.

Algumas palavras são jogadas no texto de uma maneira tão simples que nos pega de jeito, algumas obras ficaram famosas por isso, apenas por empregar uma determinada palavra ou frase que marcou de tal forma tornando-se referência.

My name is John Coffey, like the drink, only written differently.

Meu nome é John Coffey, como a bebida, apenas escrito diferente.

Quem leu a obra de Stephen King ou viu o filme A espera de um milagre já reconheceu a frase porque ela foi escrita várias vezes e com uma simplicidade incrível. Tocou os leitores e virou referencia.

Existem palavras que quando ditas ou escritas nos fazem sentir raiva. Todos temos nossas preferências e claro pode ser uma palavra apenas ou até uma frase inteira.

Por exemplo, eu tenho uma raiva enorme dessas:

- Salvo engano - Geralmente é pronunciada rápida e vira um doloroso “salvengano” e me irrita muito, parece arcaico.

- Flatulência - Tenho pavor dessa palavra, não pelo ato, mas porque ela transforma essa ação desagradável em algo muito pior, a palavra que usamos no lugar (mais popular) pra mim é bem melhor!

- Logradouro - Nãooo! Porque não colocam endereço ao invés dessa porcaria de palavra, me sinto morando em um matadouro! Horrível.

Mas tem minhas preferidas:

Obsoleto - É linda essa palavra! É chique e cheia de requinte porque além de ter uma fonética perfeita não é comum e mais interessante é seu significado = antiquado, arcaico, velho.

- Avassaladora - é outra palavra que me agrada demais, é forte e gostosa de escrever (já viram isso? Gosto de escrever algumas palavras! Loucura?)

- Languido - Apesar de essa palavra significar - pessoa tonta - eu não a acho tonta! Gosto demais da sua fonética, não posso ouvir ou ler que fico repetindo: Languido, languido, languido... hahaha.

Ah por ultimo eu não poderia deixar de falar: Você acha que quem leu Dom Casmurro (amo, amo amo) pode um dia esquecer a inebriante descrição do seu olhar?

"Olhos de cigana obliqua e dissimulada" / "Olhos de ressaca".

Você tem alguma palavra que mais gosta ou só eu que tenho esse TOC?!


22 comentários

  1. Também sou fascinada com a palavra, Camila, mas não me arriscaria a eleger uma. Meu encanto, em especial, não é bem a palavra "em situação dicionária", como disse João Cabral, mas eu a amo mais é enfrasada (será que essa palavra existe?). É fato que quando, por uma frase ou uma situação, certa palavra nos marca, ela por si só se enche de significado.
    Um abraço e um ótimo dia pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se existe mas ENFRASADA ficou bacana! Kkkkkkkk

      Excluir
  2. Gostei do seu comentário sobre "logradouro", Camila. Pra mim também lembra matadouro, mas um matadouro onde a gente entra enganado, por logro. :) Tenho predileção por palavras informais e engraçadas, como "beleléu" e "fuzuê". Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto Camila, afinal adoro palavras, rsrs. Algumas que não passam diante dos olhos sem chamar minha atenção: devaneios, quietude, inefável, delírio, solilóquio (minha preferida, rsrs),
    zombeteira, tempestuosa, bucólica e outras tantas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Camila, sinceramente não sei se concordo com você, até porque eu nunca havia pensado nisso... hehehehhehe
    Mas me peguei pensando agora, se realmente as palavras usadas e como elas são usadas podem ser definiotivas para o sucesso de um livro...

    Muito interessante seu post.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah pelo menos te coloquei pra pensar! kkkkkk

      Beijão!

      Excluir
  5. Eu detesto as palavras usadas no mundo jurídico ,do qual fiz parte. Detestava. Agora, só no popular,rsrs beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. .



    Amigo é melhor que dinheiro,
    mas tem alguns que nos dei-
    xam na lona.

    Amanhã, no blog do Palhaço
    Poeta.


    silvioafonso







    .

    ResponderExcluir
  7. Oi camila, tudo bem?:
    Amei toda a abordagem...mulher vc me deixou pensando aqui rsrs...
    Tem sim algumas palavras que gosto mais de usar..é que esqueci agora, sou dessas pessoas que na hora que precisa as ideias e palavras fogem..rsrsrs..aff...
    Mas gosto da palavra penumbra, alvorecer,crespúsculo...

    Beijos.. gostei demais de vir aqui...
    Forte abraço, fica com Deus!

    ResponderExcluir
  8. oi Camis,

    adorei,
    você é mesmo surpreendente...
    gosto de muitas palavras:
    fluidez
    suave
    claridade
    permanência...
    e tantas outras,
    mas o que me chama a atenção nelas,é a sonoridade e não a grafia...

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei das tuas! Fluidez é gostoso de falar!

      Excluir
  9. Camila, flatulência é mais chique.rs
    E logradouro também é legal.rs

    Minha ex-mulher ficava irritada comigo, por eu usar muito a palavra "paradoxo", quando minhas missivas(gostou dessa?rs) eram publicadas num jornal.rs

    Mas, não sou contumelioso. rs

    Palavras nos dão prazer, costumam nos machucar também, e até nos excitam, sexualmente falando.

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito da palavra "Sanfona", pois a palavra já tem o som do instrumento musical, não tem?
    Tb gosto do nome Luisa, pois Tom Jobim convenceu o Chico Buarque a batizar a sua filha de Luisa, dizendo que é um nome que deixa "passar ar entre as sílabas". Se você pronunciar em voz alta este nome, verá que realmente passa ar entre as sílabas.
    xoxo

    GOSTO DISTO!

    ResponderExcluir
  11. Avassaladora é bem boa. Defecar eu odeio (fazer cocô é bem mais meigo)... Gosto de intensidade, nuvem e efêmero. Gosto de sempre arranjar um jeito de usar a palavra "efêmero" nos meus textos, pra bancar a erudita. Hahaha...

    Beijo, Camilinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hua hua hua ERUDITA é uma palavra linda! Vc é 10 viu!

      Excluir
  12. Querida amiga,

    Meu silencio tem sido longo.

    Mas não tem sido por esquecimento, mas sim por conta dos acontecimentos do dia a dia.

    Quero muito agradecer a sua presença amiga lá no meu cantinho, a qual trás muita alegria para o meu coração.

    Que Deus a abençoe, e realize todos os seus sonhos e projetos.

    Uma linda semana para você coberta de muita paz e Amor!

    Abraço Amigo

    Maria Alice

    ResponderExcluir
  13. êi moleca Camila ! Feliz dia das Crianças!beijos adocicados

    ResponderExcluir
  14. .


    Assim de cabeça eu me lembro
    de poucas, bem poucas frases
    que justificam escrever um li-
    vro. Por exemplo; Charles Cha-
    plin;
    As melhores e as mais lin-
    das coisas do mundo não se po-
    de ver nem tocar.
    Elas devem ser sentidas com o
    coração.
    (Se não for isso, é qua-
    se isso).
    Willian Shakespeare;
    Todo mundo
    é capaz de dominar uma dor,
    exceto quem a sente.
    (Acho
    que foi assim que escreveu).

    Bem, é isso.

    Beijos,

    silvioafonso






    .

    ResponderExcluir

  15. Oi Camila,

    Creio também que determinadas palavras e colocações utilizadas em um livro são grandes responsáveis pelo agrado de sua leitura. Claro que o livro há de ter um excelente conteúdo, caso contrário não dará jogo.
    Há palavras que são deliciosas de ler e ouvir. Lembro-me de uma aula de Direito Civil em que o professor usou a palavra "resquício" e eu a achei linda na época. Até repeti em voz alta, o que fez o professor sorrir.

    Bacana a postagem.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  16. Sou apaixonada por palavras num geral. Tem palavras que são tão lindas (e outras tão pavorosas) que você gosta até de pensar nelas isoladamente. Acho que quem é meio viciado em leitura tem fixação por palavras, sim. Gosto muito de amor, sonho, lembranças, não somente pelo significado, mas pela suavidade e delicadeza que elas trazem, e ainda assim, são fortes, poderosas.
    Pois é, casa um com suas manias de doido, hehehe...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...