Gatos que falam


Meus pais sempre incentivaram a criação de animais domésticos em minha casa! Sempre tivemos cachorros e gatos, mas nunca mais de um de cada espécie. Sempre foi um cachorro e um gato, mas por algum acaso dessa vida complicada a contagem cresceu há pouco tempo e hoje saiu completamente do nosso controle.


Veja bem, se existe um ser que não podemos controlar, esse é o gato! 
E se existe uma família que não consegue se controlar perto de gatos, essa família é a minha! 

Pior que eu acho que eles perceberam isso! 

 Há alguns meses estávamos em uma contagem já acima do normal, em casa vivia um Rottweiller fêmea chamada Ghumã, linda e dócil, mas com cara de poucos amigos (essa da foto no meu perfil) e mais dois gatos, a Branquinha (uma siamesa) e a Vesguinha (uma sei lá o que maravilhosa que tinhas os olhos mais tortos que já vi na vida). 

Eu e a Ghumã, ela é doce assim mesmo e enorme!

Essa é a Branquinha, a mais velha de casa!

Acontece que esta ultima veio a falecer e deixou um buraco na nossa família (não encontrei nenhuma foto dela). Foi triste demais ficar sem ela... 

Um belo dia chego em casa e tem uma gata deitada no sofá! Uma gata diferente e veja só, bem vesga!

Aqui ela nem está tão vesga!
Então como somos bobos cuidamos dela, demos carinho e por incrível que pareça até minha cachorra a recebeu bem e eis que um dia ela some, antes de darmos até mesmo um nome para ela, a menininha simplesmente sumiu! 

 Todos de casa decidimos que nunca mais faríamos isso, porque perder outro gato dessa forma foi bem chato e obviamente ela sumiria mais vezes e ficaríamos preocupados, mas mesmo assim ficamos discutindo um possível nome caso ela resolvesse voltar e no meio da discussão – para nossa surpresa e deleite - ela entra pela porta fazendo todos se calarem e no mais alto tom de sua voz felina ela disse: 

MEEEELLLLL

Ok, falar já é demais certo?! 

O nome dela é MEL até hoje e nunca mais ela sumiu de casa. 

Então poucos dias atrás eu estava no quintal de casa e um gato enorme entrou pelo corredor sem pedir permissão, sem se importar com a humana ali (eu no caso) simplesmente passou por mim e foi comer... 

Olha que folgado! 

Ignorem a parede por favor!
Se olharem bem, perceberão que aquele é o lugar que minha cachorra faz as unhas!

 Eu fiquei perplexa porque isso já é abuso não acham? Fui até o gato e quando ele percebeu que eu o mandaria embora ele ligou o "motorzinho" irresistível dele e se esfregando nas minhas pernas ele disse: 

RAUUUULLLL!!!!!

Gente, eles aprenderam a falar! Hahahaha 

Como mandar embora de casa gatos que me dizem seus nomes?! Preciso endurecer um pouco o meu coração porque agora mesmo ele está dormindo no sofá da minha sala e eu estou trabalhando para comprar mais ração! Sabe o que eu acho?! A MEL deve ter ensinado esse truque ao RAUL! Só pode ser! Eu amo gatos, eles sabem o que querem e agora sabem falar!!!



22 comentários

  1. rssssss..Adorei e parecem que falam mesmo,rs Basta nossa criatividade pra ouvir,sr beijos,chicaq

    ResponderExcluir
  2. Camila, que beleza de postagem bem escrita e amorosa! Seus gatos são muito especiais e a cachorra parece um doce de boazinha. Adorei. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh eu sei bem o amor que vc tem por gatos!
      Valeu Carlinha! Beijos!

      Excluir
  3. hahahahaha, adorei o post... Agora fico curiosa para saber que nomes os próximos gatos se dariam!

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Hahahahahahahahahahaha é assim mesmo! E tem gente que não gosta de gato! Incrivel né?

    ResponderExcluir
  5. Camila o difícil de ter gatos é que a vizinhança toda é obrigada a partilhar o convívio com eles uma vez que ninguém costuma mantê-los presos.Aqui o caso é complicado, pois o meu quintal (sem cão) tornou-se o toilette preferido dos bichanos do quarteirão inteiro! Sorte deles que sou da paz, rsrs.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Putz... Gatos são terríveis mesmo! hahahaha

      Excluir
  6. Eui prefiro os cachorros, mas adoro bichos em geral, não dispensaria um gato, já criei um. Qualquer bicho doméstico que a gente cria e quando se gosta de bicho, ele parece que faz parte da família.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  7. Eu também adoro tenho muitos ,são seres especiais que fazem parte da família ,são doceis e muito inteligentes ,muitos beijinhos Camila.

    ResponderExcluir
  8. Camila, adorei essa postagem "familiar", kkk! Não dá para negar carinho a esses danadinhos não é?
    Concordo com você. Eles falam mesmo. Comprovo isso porque já tive a minha MEELLLL.
    Era pretíssima e super geniosa. Ciumenta demais. Está faltando chegar o Raul (achei sensacional isso!).
    Tenho também a Geminha, uma Agapone (acho que é isso, rs). Uma passarinha amarelinha que nasceu na gaiola e está tão acostumada com o ritmo da casa que quando chega alguém no portão de casa, antes de tocar a campainha, ela já bota a boca no trombone, avisando. É uma graça e se dá bem com a Mel. Acho que estamos no final dos tempos mesmo!
    Beijos
    Manoel

    ResponderExcluir
  9. Olá Camila
    Adoro cachorros, mas não consigo gostar de gatos. A janela da minha sala fica constantemente fechada porque um gato do vizinho resolveu entrar todos os dias e tirar a minha paz.
    Bjux

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaah que horror! É eles entram mesmo! Pra quem não gosta é um verdadeiro inferno!

      Excluir
  10. oi Camis,

    sou suspeita,
    falou de animais,
    eu estou pertinho e aprovando...
    adorei a postagem,
    ficaria lendo sobre eles por horas...

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tem cara mesmo de quem ama animais! Beijo Rô!

      Excluir
  11. Sexy e chique ao mesmo tempo: que nem você, minha deusa! Hehehehe! Bjocas e boa quinta!

    ResponderExcluir
  12. Não posso ter gatos, snif.

    Adoro, mas o Théo é mega alérgico, nem tapete/cortina/almofada temos em casa.

    ResponderExcluir

  13. rsrsrsrs...
    Você é ótima. Adorei a postagem. Vê-se que você ama mesmo estes animais. Não sou chegada a gatos, talvez porque na infância minha mãe não os deixava se aproximarem de mim por problemas alérgicos. Já os cachorros, acho adoráveis. Temos quatro em nosso chalezinho de fim de semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  14. Ter um animal de estimação é tudo de bom, tem pessoas que não gostam....como pode!
    Feliz dia das mães, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  15. Que linda esta história. Adorei! Seus bichinhos devem ser muito felizes com você, Camila!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...