Hoje X Ontem

Algumas pessoas passam pelo período da escola de uma forma bem turbulenta. 

Existe hoje e sempre o tal do bullying que nada mais é do que as tão conhecidas "panelinhas" e "castas" que sem nenhum alarde se arrastam para a vida toda e não acabam na faculdade. 


Algumas pessoas abandonam os estudos porque precisam trabalhar ou porque os pais são relapsos. Existem mil explicações para isso e com certeza nenhuma delas vem em forma de alegria. 

As pessoas sofrem em seus anos de escola, choram se sentem rejeitadas, não se encontram, ficam de fora, não são convidadas, algumas até ridicularizadas... 

Mas eu não! 

Eu sempre fui o tipo popular. Droga, odeio admitir isso, mas eu fiz panelinhas, nunca cometi bullying porque sempre fui gordinha, mas eu não encontrei resistência por isso, eu era a líder, sempre! 

Minha turma era a descolada da escola, a maior e a mais animada. Os garotos me adoravam e eu sempre tinha um "rolinho" em algum lugar. 


Nunca fui namoradeira, mas nunca fui santa - entende?! 

Passei por esses anos de maneira gloriosa, zoei, dei rizada, fiz amigos, briguei, me apareci, cresci e acredite, eu nunca levei uma suspensão! Os professores também me adoravam. Eu sempre (SEMPRE) fui educada. 

Acho que sou uma das poucas pessoas que sentem falta da época da escola de verdade. 

Mas a vida sempre acha um meio né?! Eu cresci. 

Por obra do destino meus amigos arrumaram emprego fora da cidade e todos se mudaram. Eu me tornei uma NERD que devora livros e séries e por alguma razão eu descobri que sei escrever e agora aquela Camila lá da escola não existe mais. 



Eu olho para trás e sinto uma saudade "desgracenta" daquela pessoa maluca que eu era. Tenho vontade de arranhar o tempo para voltar. Eu sequestraria meus amigos e não os deixaria ir embora. 

As vezes fico assim, como se diz mesmo? Nostálgica né?! 

Sim, eu realizei muitas coisas. 

Já plantei mais de 10 árvores, estou escrevendo mei segundo livro, mas não sei se terei filhos. A vida se encarregou de me fazer mudar. Eu me vi empurrada em direções que não conhecia. 

Algumas delas eu gostei, outras nem tanto, mas sinto uma falta danada daquela época que eu matava aula e ia tomar Coca-Cola na praça! Eu me achava a maior das maloqueiras! 

Eu fui feliz pra caramba! Eu tô feliz hoje também, mas não como antes. 

Não me sinto mais a líder da turma, nem a mais atrevida e muito menos popular e isso faz uma falta enorme. 

A vida acha um jeito, ela achou pra mim. 

Vou seguindo como a maioria das pessoas... Mas faço um esforço danado para achar algo diferente, porque isso aqui de agora não é o suficiente para mim! 


18 comentários

  1. oi Camis,

    ser nostálgica tem seu lado bom:
    sinal que tudo o que viveu lhe trás boas lembranças e uma saudades deliciosa,
    hoje pode não ser a líder da turma,
    mas é a mulher pronta e preparada para a nova fase da vida que desponta à sua frente...

    adoro você como você é...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Vim agradecer, deixo um beijo.Até a volta! chica

    ResponderExcluir
  3. Agora vai se preparando pra ser autora de best-seller, Camila. Estou na torcida. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. É a inquietação que move as montanhas. O passado foi bom, agora mire o futuro e viva o presente. Há amigos e pessoas para descobrir... E lembre-se: agora você é a líder de você mesma. É bem mais responsabilidade! Beijos e ótimo dia!

    ResponderExcluir
  5. Vixe... melhor nem comentar a peste/praga que fui nos meus tempos de escola... devia ser muita energia... hahahahaha! Mas - como tu - fui bem feliz! Aliás, feliz eu sou sempre... faço questÃ!!! Hahahaha! Bjs, CamiLINDONA!

    ResponderExcluir
  6. O melhor de tudo, Camila, é saber que cada época tem coisas boas das quais se pode desfrutar. Hoje, você encontrou a literatura como razão de vida e isso é muito lindo. Aos amigos, mesmo quando distantes, basta um sinal e o amor diz "Tô aqui!".
    Beijo!
    P.S.: Fiquei muitos dias sem acessar os blogs que sigo (se eu pudesse, também viveria só lendo e escrevendo... e curtindo as pessoas que amo) e agora vou dar uma circulada nas suas postagens anteriores... parece que o seu livro saiu, né? Que coisa boa! Então, vou me atualizar sobre essa e outras informações e QUERO seu livro!
    Beijo, beijo!!

    ResponderExcluir
  7. Olá Camila
    Adorei seu texto porque me identifiquei com ele, eu tinha um perfil muito parecido com o seu, no meu tempo de estudante. Hoje sou quase um ermitão e sinto falta daquele tempo.
    Bjux

    ResponderExcluir
  8. A Paz de Cristo,
    Acessar seu espaço me fez muito bem!
    Louvo a Deus pela sua vida, e pelos artigos postados.

    Parabéns!!!

    Deixo uma lembrancinha que fiz, espero que goste do acróstico:

    C ultivar uma vida de oração.
    R evigorar-se pela leitura diária da Palavra.
    E star sempre disposto a obedecer a Deus.
    S er uma testemunha fiel no viver e no falar.
    C onsagrar a Deus seu corpo, tempo e talentos.
    E sperar de Deus a orientação para a vida.
    R evestir-se do poder do Espírito Santo.

    Precisamos CRESCER, na Graça e no conhecimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

    E o Deus da paz vos santifique em tudo, e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.
    I Tessalonicenses 5. 23

    A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu blog, deixo o convite:
    http://futodoespirito9.blogspot.com/

    Em Cristo,

    ***Lucy***

    P.S. Deixo o convite para também conhecer o blog do irmão J.C. de Araújo.Mensagens atuais, outras polêmicas, porém abençoadoras.

    http://discipulodecristo7.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Nostalgia deixa sempre lembranças ....curte.
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  10. Lindo momento nostálgico ,deveras gracioso de uma passagem tao especial da vida ,muitos beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Tenho uma natureza insatisfeita, é uma insatisfação tão grande que gera um vazio constante e esse vazio me fez buscar muitos caminhos e muitas alternativas, hoje simplesmente tento conviver com ele como algo que faz parte de mim.

    Nunca fui popular em colégios, odeio me lembrar dessa época, porque eu era o centro dos ataques no que diz respeito a bullying.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  12. Nossa, seu texto vem tão de encontro ao que estou passando agora...mas sempre fui a nerd, a que sobrava e por incrível que pareça, percebi que era mais feliz antes do que agora...até escrevi sobre isso....estou tentando voltar a ativa por aqui...bj e fk c Deus.

    ResponderExcluir
  13. É que a felicidade de ontem era mais descompromissada, irresponsável. A gente era feliz e sabia... E se amarrava.

    Beijo, sua popularzona de Rio Preto!

    ResponderExcluir
  14. CamiLINDA! Quisera o estado do Keanu fosse obra photoshópica... hehehe... mas é a pura/dura realidade dos fatos... e do tempo!!! Tb fiquei passado!!! Hahahahaha! Bjocasssss!

    ResponderExcluir
  15. Gosto da sus disposição em realizar mundo melhor que não está mais onde esteve, mas onde você estará nessa sua caminhada tão linda.

    ResponderExcluir
  16. Afff, eu devo ser um ET mesmo! nunca sofri bulling e nunca fui a lider, era aquela que se entrosava com todo mundo de boa!
    Mas se tem uma coisa que nao sinto falta, é da escola...
    antes não entendia porque, mas hoje eu identifico que a coisa mais importante para mim na vida é a liberdade, desde sempre. A escola representava nada mais, nada menos, do que a perda de liberdade pra mim...uma vida estremamente regrada na infancia me rendeu o odio por esta fase rsrs....já a faculdade....ahhhhh a faculdade :)
    enfim, como diz a minha sábia avó....cada um com as suas coisinhas! hehehe
    o importante é se preparar para todas as fases da vida com muita maleabilidade, cabeça nas nuvens e pes no chao...
    beijos amiga! be happy!
    Carol

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...