Resenha - Guardião de memórias

Há algum tempo li um livro chato! Lindo e chato, já viram isso?


Em meio a uma violenta tempestade de neve Norah entra em trabalho de parto e é levada às pressas pelo seu marido Henry, que é médico,  para a clinica mais próxima onde lá com a ajuda de uma enfermeira ele próprio faz o parto da mulher e leva um susto ao descobrir que terá gêmeos.


A alegria seria dobrada por esse motivo se não fosse por um pequeno detalhe que Dr. Henry não deixou passar - Após o nascimento do primeiro bebê, um garoto saudável que chamaram de Paul, (dois nomes já estavam escolhidos) veio uma menina cujo nome seria Phoebe, mas que apresentava sinais de Síndrome de Down.

Em meio ao desespero de lembranças dolorosas do passado, uma delas sendo a difícil perda de uma irmã, ainda muito jovem, também nascida com Síndrome de Down, o médico e pai resolve pedir para Caroline - a enfermeira - entregar a pequena bebezinha para adoção e conta para sua esposa que Phoebe havia falecido no parto.

O problema é que a enfermeira Caroline se apega demais a criança e não consegue a entregar para adoção na instituição que Henry lhe indicou.

Sabendo os riscos que estava tomando, as necessidades que provavelmente iria passar e sem encontrar uma saída melhor ela resolve deixar a cidade levando consigo a menina Phoebe.

Anos se passam e a família do médico não consegue superar a perda daquela criança fazendo com que o pai se sinta cada dia mais culpado ao ponto de se distanciar da mulher, evitando falar do acontecido e cobrando muito de si e do filho quanto a sua educação. Ele passa a ser muito mais do que distante, chega a ser severo além da conta, pois não suporta  a culpa que carrega.


Para completar o cenário caótico, Norah - a esposa - se entrega em diversas aventuras amorosas tentando buscar a atenção que não recebe do marido e a maior vitima dessa família desestruturada é Paul que até então nem entendia o que havia com seus pais.

Enquanto Paul sofre com sua verdadeira família, bem próximo dali Phoebe é educada por Caroline que lhe dá toda atenção e carinho que consegue tentando compensar o abandono que sofreu ao nascer, lutando sempre para que ela tenha uma vida saudável e normal, dentro de suas limitações.

A história é bonita demais, emocionante e instigante, mas a narrativa do livro é lenta em uma proporção quase maior que o livro. Fiquei mais de quatro meses tentando ler o livro, porque constantemente parava para ver outro e por aí vai. Tenho que dizer que diversas vezes pensei em parar a leitura, mas sou curiosa e fui até o fim!

Mas eis que esses dias passeando pelos canais da televisão eu vi como título de um filme O GUARDIÃO DE MEMÓRIAS e qual foi minha surpresa ao descobrir que aquele livro chato perdido na minha estante havia virado filme (há muito tempo) e...


Nossa como eu chorei! Que filme lindo, que lindo, que lindo!

Esse é um exemplo de que nem sempre o livro é melhor que o filme, aqui foi bem o inverso. A tela melhorou e muito a ideia do escritor e me fez chorar! Portanto, leiam o livro ou assistam ao filme, mas não percam essa história porque é muito linda e emocionante.

Bem, as imagens foram do filme, então vocês já viram os atores que escolheram, não é qualquer produção, eu que estava por fora mesmo!

7 comentários

  1. Teve uma novela das nove que deve ter se inspirado nesse livro, Camila. Era com a Regina Duarte. Não me lembro do nome. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila... eu não li o livro, mas assisti o filme e também gostei!!! Beijosss!!!

    ResponderExcluir
  3. Conhecia, não!!!
    E "linda e chato"?!?!? é MARA! #Superteentendo... hahahaha!
    Bjos CamiLINDONA... saudades de ti, guria! Bjão!

    ResponderExcluir
  4. Olá Camila!!!!

    Já houve o sorteio do exemplar do livro O Acumulador de Troféus?

    Bjks

    Sonia

    ResponderExcluir
  5. Caaara, eu nem sabia que tinha filme desse livro :OOOO

    E tipo, na época que lançou eu super fiquei curiosa quando li a sinopse, mas fiquei com preguicinha... Mas o filme eu super vou ver!!

    Adorei a dica, Cah!

    E como está a leitura do "Um dia" (me fala pelo face ou whatsapp :) )

    bjs

    http://psicosedanina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Saindo do relato das mãos masculinas e agora aqui... rsrs
    Bem, eu também sou muito chorona com filmes sentimentais, Camila.
    Um abraço! :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...