Comportamento humano (Na eleição)

Então estou eu aqui no meu serviço, sentada em frente ao computador, em plena segunda feira (fácil, fácil) quando entra um homem com extremo sorriso estampado na cara, abanou a mão para mim como se fossemos velhos conhecidos de "balada" e foi para a sala ao lado.
 


Fiquei perplexa, odeio não me lembrar de pessoas que veem me cumprimentar com toda essa animação. Sabe aquele "mico" de ficar um tempão conversando sobre o passado em comum com alguém que você não lembra nem o nome? Pois é, sou rainha nisso! Então com toda força fui buscando em meus arquivos cerebrais em qual categoria (lembram-se das categorias?) eu havia colocado aquele homem sorridente e com cara de simpático.


Minutos depois o homem feliz sai da sala ao lado e entra na minha e eu ainda tentando lembrar-me dele.
 

- Bom dia! - disse ele com toda animação.

 
- Bom dia- respondi envergonhada.

 
- Como você está? Eh, segundona né?! Vou ali falar com o fulano e já volto aqui! - O homem continuou dizendo e eu cada segundo me afundando na cadeira de vergonha.

Pensei: "Realmente nós já nos conhecemos e eu tive uma amnésia e não lembro dele.
 

Então fiquei prestando atenção ao individuo para tentar fazer meu cérebro voltar a funcionar e pela conversa na sala ao lado o que foi que eu descobri?
 

ELE É CANDIDATO A VEREADOR senhoras e senhores...
 

 
Daí a alegria toda, daí toda cumplicidade e amizade comigo, porque eles são peritos em nos fazer de amigos para pedir votos. Então semicerrando meus olhos (sabe aquela cara de desconfiada?) fiquei aguardando o momento que ele voltaria para minha sala só para observar o trejeito típico de um político.
 

Dito e feito, ele voltou e ficou discutindo comigo sobre nomes estranhos de candidatos e dizendo que ele acha um absurdo o homem ser chamado de "Bertão" e o outro de "Zé do Açougue", eu ainda o lembrei do tal do "Batman" e por aí vai... (aqui tem um Batman sabia?). Tudo muito interessante e ele entrega um "santinho" para mim e pede meu voto dizendo que depois que ganhar passará aqui na empresa todo mês para conversar e deixar tudo mais próximo do povo que o colocou lá dentro!

Ahã! O que dizer agora?
 
 

 
Olha esse ano eu prometi que não falaria de política aqui no blog, mas vou classificar esse post como comportamento humano porque um dia deverá ser estudado esse fenômeno de camuflagem (para não dizer outra coisa) que a política exerce em uma pessoa!
 
Vocês não concordam?!

14 comentários

  1. Meu humor negro , diz que este é um post engraçado.rs. Só rindo... Eles, os políticos, são uma simpatia, não?

    Há anos que voto nulo.

    ResponderExcluir
  2. É desse jeito mesmo..haja saco..
    beijo !

    ResponderExcluir
  3. OI Camila,
    Já acho meio estranho uma pessoa se candidatar, pois quem é honesto não faz estas coisas. Falar em político honesto seria algo como falar de prostituta virgem. O sistema está corrompido e quem almeja ir para lá não pode estar com boa intenção. Ainda não vi ninguém que vá ao puteiro para rezar, não é mesmo? Então, mutatis mutantis, que vai para a política...
    Não bastassem serem corruptos, ainda por cima mudam de comportamento qdo as eleições estão próximas! Que jizuzmarijosé nos protejam!
    Tenha uma ótima semana.
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderExcluir
  4. Isso aconteceu outro dia comigo... incrível, né?!

    :p

    bjss

    ResponderExcluir
  5. Acho que é camuflagem mesmo, Camila. Políticos não são gente. Em época de eleição, fazem-se passar por seres humanos amistosos.
    Lembrei muito de você ontem. Estivemos no zoológico pra ver apresentações de estudantes universitários de biologia. Tinha cobras e aranhas em vidros. Bom, tinha vidro com tudo quanto é coisa. Foi bem legal pra gente que não é da área. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Sem comentários, Camila.
    Você estava em uma segundona, agora imagine eu, em uma tarde de domingo, quando vou visitar uns amigos e a mãe "gênio" de um deles, deixa entrar um destes parasitas, com sorriso de orelha e orelha, santinhos na mão, sentando no sofá (e comendo do nosso lanche ¬¬´) enquanto soltava aquela diarréia pela boca. É pra acabar!
    Eu, como não me aguento, acabo sendo sempre sarcástico. O cara comentava sobre candidatos a vereadores (ou seja, farinha do mesmo saco que ele) que estavam "ajudando" pessoas, socorrendo-as em emergências e levando-as em seus próprios carros (oh! gente pobre em seus próprios carros! Quanta humanidade!) para o posto de saúde. Mas que ele "era diferente!". Ele quer ver a "mudança radical" na saúde pública e por isto, devemos votar nele! Uau! Que discurso!
    Eu apenas aleguei que, vereadores fazendo isto, estão exercendo serviço ilegal da profissão (fazendo o que os bombeiros deveriam fazer) e o infeliz nem sabia o que significava "exercício ilegal da profissão". Tá, fazer o quê? É óbvio que qualquer pessoa pode socorrer a outra sem os bombeiros, mas eu sei que estes o fazem para angariar votos e não por humanidade. Nem se fosse o Bruce Wayne eu deixaria entrar, meu voto sempre será nulo.

    ResponderExcluir
  7. Realmente é incrível.Estão sorridentes, afáveis, amigões... Depois? Bem,nem precisa dizer,né? Linda semana,beijos,chica

    ResponderExcluir
  8. Um dia desses estava andando na rua e um cara me abordou com folhetos, quando olhei o candidato do folheto vi que era o mesmo que me entregou o folheto, engraçado que quando precisa de voto lembra do povo e é humilde, depois que se elege passa de carrão e nem liga...sei que é injusto generalizar mas meu voto só vai pra quem já vem fazendo algo pela comunidade e ainda de ficha limpa!
    Beijos
    Amanda
    leiturahot.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. O que me chateia é que acabamos, em qualquer época, nem sendo vistos. Aí, de repente, simpatia, solicitude,amizade nascem em gente que habitualmente nem sabe o que isso. Mas, fazer o quê, como evitar?

    ResponderExcluir
  10. Hauhauhau!
    Nem me fala Camila! Nunca vi tanto político em Porto Alegre como agora!
    Os caras estão por todos os lugares sorrindo e apertando mãos.
    Enquanto isso, o povo sofre deitado no chão dos hospitais públicos.
    Fala sério né?! Dá vontade de jogar uma bomba nesses sem vergonhas! #PRONTOFALEI

    Beijooo!

    ResponderExcluir
  11. Eu considero esses seres visitantes do seu trabalho como algo diferente dos seres humanos normais. Eles pensam ter superpoderes, eles pensam ter estudado, ter adquirido um diploma em politiquês e por isso o lugar deveria ser deles por direito, enquanto vida tiverem e força para mamar nas tetas generosas do poder público.
    Eu desconfio seriamente da idoneidade de uma pessoa que se permite entrar nesse mundo sombrio, mas enfim.

    Sejamos cidadão e votemos... Nulo!

    Beijo, minha desmemoriadazinha mais bacana.

    ResponderExcluir
  12. Ah! Pois é, isso anda acontecendo muito comigo, saio na rua daqui a pouco vem um me abraçando rindo pra mim.
    Sou professora e a mãe de um aluno meu se candidatou, antes, nem olhava na minha cara, nem "bom dia" dava. Agora? Só falta beijar os meus pés.
    Acho digno de pena essas pessoas, acredito que cada um deve ser como é. Sempre!
    Beijo

    http://senhoritamoca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Estão sonhando com os belos salários.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  14. Olá Camila,
    Nem me fale, rsrsrsrsr... Apesar que gosto de rir, opsss, curtir o horário eleitoral gratuito, pois é um verdadeiro show de humor! Mas esses caras tem tanta cara-de-pau que devem acabar com o estoque de óleo de peroba da cidade, rsrsrsrrsrs...

    Mas não se preocupe Camila, isso de esquecer o nome das pessoas acontece sempre comigo também, dai temos que usar o velho e bom "embromation"!

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Critica <--

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...