[Livro] Caixa de Pássaros - Josh Malerman

Andei lendo algumas resenhas por aí, antes de escrever a minha própria. Eu sei, isso não se faz, mas são tantas opiniões que me peguei curiosa. Essa obra desperta o famoso "amor e ódio" pela internet e, eu sei bem qual o meu lado, mas quis dar uma olhadinha no lado oposto para poder argumentar melhor a minha opinião.

Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Quatro anos depois de tudo ter começado, restaram poucos sobreviventes, incluindo Malorie e seus dois filhos pequenos. Morando numa casa abandonada próxima ao rio, ela sonha há tempos em fugir para um local onde sua família possa ficar em segurança. Mas a jornada que têm pela frente será assustadora: 32 quilômetros rio abaixo em um barco a remo, vendados, contando apenas com a inteligência de Malorie e os ouvidos treinados das crianças. Uma decisão errada e eles morrem. E ainda há alguma coisa os seguindo. Será que é um homem, um animal ou uma criatura desconhecida?

Classificação
Editora Instrínseca

Eu leio, acima de tudo, como forma de laser. Leio para me distrair ou porque me faz bem viajar dentro da vida de outras pessoas (mesmo que não sejam reais) e qualquer livro que me proporcione isso, seja ele um romance ou um terror, irá ganhar muitas estrelas. Aqui não poderia ser diferente.

Li em alguns blogs que esse é o livro mais original dos últimos tempos e não sei se concordo com essa ideia, mesmo que, logo ao começar essa obra senti o mesmo, mas algo lá no fundo do meu cérebro gritava o contrário e uma amiga me chamou a atenção para esse fato.

Caixa de Pássaros é um livro interessantíssimo e delicioso de ler, mas algo nele me lembrou - o tempo todo - da série "The Walking Dead". Talvez, seja a atmosfera ao redor dos personagens ou talvez o medo que eles sentem de tudo ao seu redor, mas lembrou. E isso, por si só, já me fez analisá-lo por outro angulo. 

“No novo mundo, bebês tinham que ser treinados para acordar com os olhos fechados. Tinham que ser criados com medo. Não havia espaço para coisas desconhecidas”.

Não estou dizendo aqui que é uma cópia, mesmo porque o "vilão" dessa história não é um zumbi, já digo de cara. NÃO É MESMO ZUMBI. Então essa minha amiga (que adora me jogar na cara o quanto as obras não são originais) me fez entender de uma vez por todas, porque eu senti tanta simpatia por esse livro...

Caixa de Pássaros é uma mistura perfeita de "The Walking Dead" com "Ensaio para Cegueira"

E isso é espetacular! Agora deixemos essa coisa de originalidade de lado e vamos falar do ritmo do livro que é aceleradíssimo. (Vejo essa minha amiga revirando os olhos ao ler isso). Sim, é acelerado e me deixou com aquela tensão por saber o que raios aconteceria no final das contas.

Não é para tanto.
Eu nem classificaria esse livro como terror.
Agora imagine que o mundo está ameaçado por ALGO mortal. As pessoas começam a ficar em casa com medo de topar com essas coisas e a única forma de permanecer vivo é NUNCA olhar para ela.

Como assim? Como se defender de algo que você não pode ver? E o mais importante, o que é essa ameaça? Um monstro? Um ET? Como saber, se ninguém que o vê, sobrevive para contar!

O bacana foi acompanhar como tudo começou. Casos isolados aqui e ali, até que foram tomando uma proporção maior e conquistando os incrédulos. As mídias começaram a alertar sobre tais acidentes e depois falava-se abertamente em suicídio, loucura. Foi tudo evoluindo até que o mundo entrou em pânico e descobriu que quem olhasse para o que quer que estivesse no mundo ficava louco e se matava em poucos segundos. 

As crianças nunca viram o mundo exterior à casa. Nem pelas janelas. E Malorie não o vê há mais de quatro anos.

Então somos apresentados a alguns personagens muito bacanas pelo olhar de Malorie, que está grávida. Ao mesmo tempo acompanhamos a própria Malori, anos depois, sozinha e tentando sobreviver com dois filhos. Os capítulos são intercalados entre passado e presente e é assim que vamos descobrindo o que está havendo no mundo. 

A organização entre os sobreviventes, as prioridades, as relações afetivas e as preocupações neste novo mundo é o cenário principal da história. 

O que vocês acham que aconteceria com um homem já louco se ele visse as criaturas lá fora? Acham que elas não o afetariam, que a mente dele já estaria destruída? Ou acham que a loucura alcançaria outro nível de insanidade, um nível superior? Talvez os doentes mentais herdem este novo mundo, por serem incapazes de ficarem mais loucos do que já são.

Agora quero dar destaque para "o monstro", porque não sei como posso me referir ao vilão (rs). Ele teve uma das melhores explicações que já li, a partir do personagem que mais gostei no livro. É uma pensa não terem desenvolvido melhor essa parte:

Pelo que parece, as criaturas são como o infinito. Algo complexo demais para nossa cabeça. Sabe?

Interessante não é? O problema é que essa teoria e várias outras são jogadas na nossa cara! A forma que eles encontraram para sobreviver a isso tudo também é bem interessante, viviam vendados ao sair de casa e morriam de medo de algo entrar. Daí vem o final...

Bem, é o final que divide os leitores. Não existe um meio termo aqui, ou você AMA ou DETESTA. Eu amei e senti um gosto de realidade ao fechar o livro, como se isso fosse possível acontecer daqui uns dias e deu aquele gostinho de adrenalina. Já aquela minha famosa amiga, detestou de verdade e não poupou criticas à obra. 

Mesmo assim eu continuo gostando. Essa mistura de obras incríveis que acabei identificando no decorrer da leitura, me deixou satisfeita. Pode não ser o “best seller” do ano, mas que me fez engolir cada página, ah, isso fez!

Tenho tantas outras coisas para falar dessa obra, mas gostaria de deixar a maioria dos detalhes de fora. É legal acompanhar a descoberta do enredo todo. O principal está aí e você vai encontrar muito mais nas resenhas dos outros blogs, mas te aconselho a ler esse livro, mais ou menos como Malorie se encontra o tempo todo: meio cega, tateando tudo até encontrar o que procura.


14 comentários

  1. Oi Camila!
    Também amei o final do livro. Na verdade, amei o livro todo. Achei muito interessante a premissa.

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkk Não liga pra sua amiga do mal, que fica zoando os livros, Camila. Eu achei original pra caramba. Aquela parte em que o Gollum usa a própria língua pra enforcar os pássaros da caixa é indescritível. Amei. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Camila!
    É verdade. Já vi milhares de elogios e milhares de criticas pesadas para esse livro. Eu gosto da premissa, mas pelos comentários que vi, acho que não iria curtir muito. Mas quem sabe um dia eu leia para tirar a prova? Rsrs
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Camila, tudo bem?
    Então assim como você eu gostei da leitura desse livro. Desejei algumas páginas a mais no final porque me apeguei a história, rsrsrs. Eu achei que o livro atendeu muito bem ao que é proposto pelo gênero literário e muitas vezes me peguei sentindo medo do que iria acontecer a seguir, logo eu gostei! A forma como a narrativa se desenvolve mesclando passado/presente ficou na medida e ajudou a prender ainda mais a minha atenção. Gostei da sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ah esse livro é incrível demais, concordo com tudo o que você disse, muita gente não gosta do final, mas quando eu terminei o livro a primeiro momento eu acabei não curtindo muito, mas depois achei tão incrível, tão natural, tão demais ahahhaha. Enfim é um livro muito bem trabalhado, mas não é dos preferidos.

    ResponderExcluir
  6. Oi Camila!!!
    Meina, eu morro de curiosidade de ler esse livro. Vejo muita gente comentando e, por tudo que já li a respeito, sei que será uma leitura muito boa.
    Esse final é mesmo um divisor de águas. O que eu vi de gente reclamando a respeito dele não foi pouco. Contudo, ele parece ser meio condizente com a história. Não sei muito o que esperar dele já que evitei os spoilers e fico aqui pensando qual será minha reação quando terminar de ler. hahaha Espero que eu ame tanto quanto vc!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, Camila!

    Essa é a primeira vez que ouso falar desse livro, mas só pelo que vejo na sua resenha parece ser uma leitura bem prazerosa. Achei estranho a sua junção de "The Walking Dead" e "Ensaio para Cegueira", mas esse só foi mais um dos motivos para desejar ler Caixa de Pássaros rs Amei o modo como você construiu a sua resenha, achei bem legal você ter separado em tópicos, deixou a leitura da sua resenha mais divertida. Parabéns! :D

    Luz e literatura!

    cantaremverso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Camila, sua linda, tudo bem?
    Adorei a forma como escreveu sua resenha, poderia ser perfeitamente uma matéria de TV a forma como você falou sobre o livro. Acredita que ainda não li o livro? Mas estou super empolgada, o que falou é verdade, entre as resenhas que li o que está pegando e gerando a polêmica é o final. Mas se pararmos para pensar, gostando ou não, concordando ou não com o final, só por o autor ter conseguido despertar esse sentimento entre os leitores, é porque ele é bom!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Camilaaa!!! Eu ganhei esse livro de aniversário e ainda não tive oportunidade de ler (INFELIZMENTE)! Gostei da forma como você abordou o livro e graças a Deus não tinha spoiler kkkkk Me deixou ainda mais curiosa pra saber o que é a tal COISA! Se eu tiver a mesma sensação que você, acredito que vá gostar, pq eu gostei tanto de the walking dead como de Ensaio sobre a cegueira,mas prometo não deixar que isso influencie na minha leitura, do contrário você será utilizada na minha resenha como "uma amiga minha" kkkkkk. Brincadeiras a parte, tô muito ansiosa para descobrir se vou amar ou detestar esse final tão repercutido! Bjossss

    http://porredelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Camila, que resenha incrível! Eu já tinha visto um rebuliço sobre essa obra, mas confesso que nunca parei realmente para saber sobre o que se tratava direito, e agora lendo sua resenha eu fiquei muito ansiosa para conferir tudo! Que amiga, hein? rsrs
    Não gosto de ficar comparando, às vezes é inevitável, mas eu me permito dar uma chance ao enredo e ler com outros olhos. Eu tenho certeza que vou amar a leitura!
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, Camila!
    Apesar de gostar de um pouco de mistério a desvendar, fujo dos enredos mais tensos, de suspense e thriller, mas sinceramente? De repente a sua resenha agora me fez ter vontade de ler esse livro só por toda a explicação e visível complexidade em que o enredo está envolvido. Tudo parece acontecer longe da simplicidade e se mostrar ainda mais intrigante do que eu imaginava, e já fiquei curiosidade por isso só, apesar de ainda estar com um pé atrás com relação ao clima tenso da história e de seus personagens. Não sei... quem sabe um dia não leio? Mas valeu mesmo a resenha, ficou ótima!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  12. Olá. Leio muita coisa a respeito desse livro, mas quanto à sua originalidade, não tinha lido nada parecido, principalmente sobre se parecer com a mistura de obras muito inusitada que você citou. Quanto à história em si, me parece aterrorizante e ao mesmo tempo, emocionante. Mexe com o medo desse mal e a reação humana. Como deixar de olhar para algo que não se sabe o que é? Fiquei curiosa pela leitura.
    Beijos.
    Karla Samira
    www.pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá. Leio muita coisa a respeito desse livro, mas quanto à sua originalidade, não tinha lido nada parecido, principalmente sobre se parecer com a mistura de obras muito inusitada que você citou. Quanto à história em si, me parece aterrorizante e ao mesmo tempo, emocionante. Mexe com o medo desse mal e a reação humana. Como deixar de olhar para algo que não se sabe o que é? Fiquei curiosa pela leitura.
    Beijos.
    Karla Samira
    www.pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Eu não sei se vou amar ou odiar esse livro, mas com toda certeza eu vou ler! porque sua resenha me deixou agoniada e me instigou de uma forma doida a ler pra saber o que acontece e quem e o que é o monstro!!!
    nem preciso dizer que amei a resenha! e quero ler logo!!! Bjs Lyh
    Blog Rascunhos da Lyh

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...