Era uma vez...



A senhora já bem velhinha descansava em sua sala de estar enorme logo após o almoço. Já contava com 83 primaveras floridas assim como aquele aconchegante sofá que a abrigava todas as tardes. Seu "meninão" estava dormindo no quartinho de costume, o ultimo do corredor. Com 92 anos de idade era o seu local preferido para uma soneca por ser quentinho e escurinho ao natural. Nessa paz estava a casa quando a campanhinha tocou.
Os dois levantam assustados porque nessa idade qualquer barulho é assombroso. Encontraram-se desgrenhados e descabelados na porta da frente só para negar a um vendedor qualquer sua mercadoria indesejada. Veja bem, deveria ser proibido tocarem campainha do meio dia até as 14:00 da tarde, os vovôs e vovós descansam nesse horário.
Ele ficou na porta enquanto ela resolvia o caso no portão, quando terminou voltou para dentro e foi arrumar seu sofá para passar o café para ele como de costume. Ele observou sua senhora, já tão cansada tendo que dispensar seu sono por conta de um vendedor e se sentiu apaixonado novamente.
Depois de quase 60 anos casados o coração dele ainda explodia por ela, então se aproximou e a pegou pela mão. Ela turrona e sempre desconfiada perdeu a rigidez e o acompanhou sem dizer nada. Ele simplesmente a puxou para o quartinho que antes abrigava seu sono e ao entrar apagou a luz.
No meio do quarto havia uma cama de solteiro, esta usada por um dos três filhos que vivia longe e quando vinha visita-los se instalava ali. O senhor deitou-se e puxou sua amada para deitar-se junto a ele naquele espacinho bem pequeno. Os dois ficaram ali, deitados durante um tempão. Lembraram os velhos tempos de namoro, trocaram carinhos singelos de um amor tão puro, conversaram sobre a vida linda que tinham e antes de outro vendedor atrapalhar o namorico levantaram-se e seguiram com a vida.

Essa história é verdadeira e foi contada pela minha vó, aconteceu à semana passada. Enquanto a ouvia, segurava um choro que insistia em sair. Um choro de emoção porque acho que é isso que sentimos quando vemos o amor assim tão perto. Foi tão lindo vê-la contar isso com as bochechas vermelhas e brilho nos olhos. Penso que o verdadeiro sentimento é isso! Algo puro e eterno. Amor é bem mais do que sexo, presentes e bens materiais.
Se eu puder escolher prefiro que demore bastante para o amor chegar a minha vida, mas se um dia chegar que seja assim, puro dessa forma!
Excelente dia a todos!

15 comentários

  1. oi Camis,

    linda história,
    e tenho muito orgulho de ver que o meu amor e do meu marido,também tem esse brilho nos olhos e esse pulsar eterno no coração...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Muito bonita a história e o seu modo de pensar, Camila.

    Um excelente dia pra vc também.

    ResponderExcluir
  3. Que lindo, Camila! Isso é amor verdadeiro. Comove a gente. Vida longa e amorosa a seus avós! Beijos!

    ResponderExcluir
  4. A história é linda mesmo. Nos dias de hoje histórias como essa são importantes para não perdermos as esperanças...

    Beijinhos

    http://fimdetarde.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Camila,
    A história é linda emocionante. Eu sempre achei que fosse ficar bem velhinha e morria de medo da Doença do alzheimer, que é comum em minha família, mas hj tenho dúvidas de minha genética. Talvez eu não tenha a glória de acompanhar o meu marido até a velhice.
    Beijos 1000 e uma 4ª-feira maravilhosa para vc.

    SORTEIO “Chá do Chapeleiro Maluco”
    http://www.gosto-disto.com/2012/04/sorteio-cha-do-chapeleiro-maluco.html

    ResponderExcluir
  6. Olá Camilinha

    Que lindo amiga!!!!!
    Igualzinho Kinho e eu. Já estamos chegando lá, pois no próximo ano completaremos 40 anos juntos... casados eternos namorados e amantes.

    BJ00000000...............
    www.amigadamoda1.com

    ResponderExcluir
  7. Linda história...emocionante mesmo.
    Bjinhus

    ResponderExcluir
  8. Camila, sabe o que eu acho? Feliz é o casal que consegue chegar junto à velhice, pois é somente nessa fase que o amor, indiscutivelmente, acontece de verdade!
    Amei a história, aliás, adoro casos verídicos!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Que lindo, Camila! É de se emocionar mesmo.
    Este é o verdadeiro amor, que perdura até a eternidade.

    Camila,
    Já está tudo bem com o seu blog e também com os outros que
    visitei e que apresentavam o mesmo alerta.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Comovente. Lindo! Você viu o amor de perto, né Camilinha? Imagino os olhinhos da sua avó brilhando ao contar essa passagem tão bacana. Imagino a tua emoção e alegria por ser testemunha de tanta bem querência. Mesmo em casais juntos a tanto tempo, isso não é tão comum. Que bom que nos contou.

    Beijos, Camila.

    ResponderExcluir
  11. Uai... Abduziram a Camilinha e colocaram uma postagem tão linda e amável como essa? Já sei deve ser algum hacker! Talvez o Maicon um amigo nosso... Só pode ser!

    Hahahahhahahahahahahhaha, lindo viu!

    ResponderExcluir
  12. Ah... E mais uma coisinha. Amor que passa avida toda com a chama acesa é porque as duas pessoas são muito sábias...

    valeu Camilinha!

    ResponderExcluir
  13. Ai, Camila... ''brigada''!!! Fiz tudo com muito amor e carinho!!! Segunda completamos 1 ano de casados, parece que foi ontem... Saudade dessa fase de preparativos do casamento... hehehe
    Quanto ao seu post, um amor assim é o maior tesouro que alguém pode encontrar, né?!
    bjo

    ResponderExcluir
  14. Camila que texto lindo escreveu e que sorte a sua em ter sua vovó pra te contar esses contos que tanto comove e eu daqui senti meus olhos que marejaram e quase nao pude te ler ...
    Gosto muito de uma frase que diz, que devemos casar com quem gostamos de conversar, assim teremos companhia na velhice...
    Parabéns menina, eu a admiro muito.
    Valeria

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...