A morte dos livros

Estou um tanto quanto preocupada!

Biblioteca de Kansas
Sei que ultimamente ando falando muito de livros por aqui, mas parece estar agradando e quando falamos do que amamos vai bem né?! Mas enfim, isso não tem nada a ver com o que quero falar hoje... Estou preocupada com meus livros, ou com todos do mundo.
Tenho um vício que alimento a casa dia, que é o de ler. No meu quarto tem uma estante que engorda a cada dia com meus exemplares preferidos, os chatinhos passo pra frente, mas os que me apaixono ficam lá, não empoeirando porque os releio às vezes, empresto para pessoas especiais e vez ou outra os abro em qualquer página só para relembrar a história naquele exato ponto. Já fez isso? É muito legal e interessante!

Trinity College na Irlanda
Também leio livros digitais, tenho meus arquivos em formato .pdf e até no meu celular, mas nada se compara aos impressos. Aqueles objetos que pegamos e manuseamos e que possuem um cheiro só deles, algo entre poeira e café, não sei bem como explicar! Eu amo!
Sei que a tecnologia vem crescendo e se desenvolvendo a cada dia e claro que eu queria um TABLET para poder levar onde quer que eu fosse, mas tenho certeza absoluta que minha estante não deixaria de engordar por isso. Quando gosto do livro que tenho em .pdf logo o compro para mim seu formato impresso!

Cidade do Vaticano
Conheço um cara que acha que livro será como Vinil e DVDs, um dia desaparecerão! Fico apavorada com isso! Eu amo o objeto em sim, gosto de pegar as páginas para ler a história e acho que ficaria imensamente chateada tivesse que ler só no computador!
Será que é esse o futuro mesmo? Será que o Livro será totalmente substituído no futuro?! Só colecionadores terão?
O que você acha? Prefere os impressos também ou já aderiu aos digitais sem problemas?!

18 comentários

  1. oi Camis,

    talvez seu amigo tenha razão,
    o que eu acho uma pena...
    adoro os impressos,
    levá-los na bolsa,na mala,
    uma companhia sempre bem vinda e amada...
    não me separo dos meus por nada!!!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Camila, tenho só uma coisa a declarar: NUNCA!

    Existem inúmeras discussões sobre várias "plataformas" ultrapassadas que devem ser substituídas pela tecnologia. Pode até ser que daqui há uns 100, 150p anos isso venha acontecer, mas hoje, nessa nossa realidade, não tem como!

    Muito foi discutido nos anos 70-80 sobre o fim dos jornais impressos. Acabaram? Não! Vão acabar, bem não sei! A verdade é que existem pessoas - e são muitas! - que não abrem mão de ler o jornal. Por que? Porque é um meio que passa, embora em muitos momentos questionável, credibilidade! Não vai ser fácil a tecnologia substituir o papel! Nos casos dos DVD's e dos CD's, até acho que haja uma explicação: foram substituídas por suportes melhores, que implica em qualidade de som e imagem. Não creio que livros entrem nessa lógica não...

    Enfim, é minha opinião né?1 Não creio que esse dia chegará...

    b js

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc, ou pelo menos quero concordar kkkkk
      Tenho medo dos livros acabarem, espero estar morta já quando isso acontecer kkkkkkkkkk

      Excluir
  3. Te convido pra participar do sorteio no meu blog.
    Bjs
    http://www.esquentandooclima.blogspot.com.br/2012/04/sorteio-kit-sensual.html

    ResponderExcluir
  4. Oi, Camila!

    O meu comentário sobre este assunto vai na linha do que a Flávia Batista segue. Sempre que surge alguma "novidade" ou inovação tecnológica, atesta-se o fim de um outro meio considerado "ultrapassado".

    Já anunciaram a "morte dos livros" tantas vezes e eles continuam aí, fundamentais e mais presentes. Quando o rádio popularizou e as novelas e leituras começaram a serem transmitidas pelas ondas radiofônicas, houve quem "matasse o livro"; a TV acusada de matar o rádio e o cinema, tudo de uma vez; e o computador e internet acusados de matarem os livros, o rádio, o jornal, a TV, o cinema.

    O que pode acontecer é a migração de plataformas, apenas isso - embora eu não goste de ler textos muito longos por estas plataformas digitais. Prefiro o bom e velho livro - imagine ler "Guerra e Paz" do Tolstoi em um e-book ou coisa parecida. Na verdade o livro continuará como suporte para a leitura, mas não o único.

    bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hhahaha imagina ler esses livros no pc... Ou sai vesgo ou cego!
      Prefiro meus impressos! kkkk

      Excluir
  5. Oi, Camila! Ainda vai demorar para o livro impresso deixar de circular entre a maioria dos leitores, eu acho. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Mila, deixa eu te falar então. Esse cara não tá tão errado. Ou nada errado.

    Saiu uma reportagem no maior jornal do Rio Grande do Sul, de um consultor ligado a essa área literária. E ele diz na entrevista, que até 2020 (ou algo perto disso) 80% dos livros serão digitais (não lembro se nos USA ou se em escala mundial). Quem consumirá ainda livros serão apenas nossa geração. As gerações que estão por vir, vão achar ruim andar com um trambolho, juntando pó, etc. Será coisa de pessoas nostálgicas. Os jornais também serão assim. Pois barateia o custo para todos, consumidores e editoras. Além de não ocupar espaço físico, etc.

    As bibliotecas nunca morrerão, mas a compra de livros físicos esta fadada ao esquecimento pelas novas gerações.

    É muito legal a entrevista. Ele dá vários argumentos e dados concretos. Do crescimento dos e-books.

    Faz uns 3 anos que li essa entrevista, se eu achar ela aqui eu te passo.

    É mais ou menos isso, livros serão iguais ou quase ao vinil e cd dos dias atuais.

    Beijãoo

    ----
    Site Oficial: JimCarbonera.com
    Rascunhos: PalavraVadia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Achei Mila.

    Um cara copiou a entrevista e colocou no seu blog.

    Saca só: http://zelmar.blogspot.com.br/2011/02/ken-doctor-consultor-de-midia.html

    Dá uma lida, é bem legal. Um entrevista bem esclarecedora para esse assunto.

    Beijãoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jim fui la ver a entrevista. Mas penso o seguinte, a tecnologia está pronta para essa mudança, mas a população não!
      Mesmo porque ainda existem pessoas que não fazem nem compra pela internet, o acesso nesse caso seria inexistente e as vendas cairiam consideravelmente. Isso é um fator a se levar em conta.

      No trexo que ele pergunta: O prazer está no objeto ou nas palavras? Meu Deus, está nos dois no meu caso! Sinto prazer em ler, mas também em manusear o tal objeto, guardá-lo na estante e por ai vai!

      Acho que nem a próxima geração verá essa mudança viu! Ahhh Espero... Senão vou virar aquelas pessoas que guardam cacarecos em casa, porque não vou parar de comprar livros impressos kkkkkkkkkkkk

      Beijos!

      Excluir
  9. Eu não quero nem pensar numa besteira dessas! O cheiro do livro e o manuzeio onde posso grifar, escrever, voltar as páginas ou ir mais pra frente tudo alí ao vivo e a cores é muuuuito melhor que a friesa do computador... Tá maluco, nem pensar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem eu ...kkkkkkkkk
      Esperem eu lançar o meu por favor!
      Quero publicar!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  10. Camila, toda vez que eu te leio falando sobre livros, com essa paixão toda, me encolho um tanto na cadeira, de vergonha dessa minha preguiça absurda.

    Camila [2], quero ser sua vizinha e pegar emprestado todos os seus livros preferidos, quero me contaminar novamente com essa sede de viajar pelas palavras, me permitir ir, apenas ir.

    Te admiro muito, guria.
    Beijo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ohhh minha amiga, te emprestaria meus livros com certeza!
      Sabe, eu costumo dizer que só não gosta de ler quem ainda não achou o estilo certo de livro!
      Acho que a preguiça acaba quando você se deixa envolver na história!

      Beijos, te admiro muito tb!

      Excluir
  11. Olá Camilinha

    Vim lhe desejar uma ótima 3º feira.

    BJ000000000..................
    www.amigadamoda1.com

    ResponderExcluir
  12. Camila,menina linda, adoro ler e prefiro sem dúvidas o impresso.Concordo com cada palavra sua e será muito triste se os livros se tornarem relíquias.........
    A cada dia que passa vemos a cultura morrer mais um pouco e o computador oferecendo joguinhos que atraem cada vez mais adeptos.
    Amo ler livros antigos e isso que vc disse sobreo cheirinho, concordo também...é assim mesmo.
    Bj menina e que continue a incentivar algo tão nobre a todos nós.
    Valeria

    ResponderExcluir
  13. Camila, eu não gostaria que os livros impressos deixassem de existir, nada como o cheirinho de papel e tinta, não é mesmo? Porém, os preços andam judiando, assim eu tenho minhas dúvidas se eles conseguirão se manter por muito tempo.
    Confesso que já aderi aos digitais, mesmo porque moro no interior do interior, aqui não existem livrarias e as bibliotecas não contam com um acervo bom. Quando vou em cidades vizinhas, bem maiores que a minha, visito os sebos e vez ou outra encontro livros bons.

    Beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...