Vírus de Livros


Uma semana de folga do curso. Depois de 7 dias somente, minhas aulas voltariam ao normal então aproveitei que estou em casa toda noite e peguei um livro para ler, dos que a gente guarda com carinho pra ler quando tiver tempo - ou seja, depois que aposentar - Acho que se eu ler em um ritmo bom termino ele rapidinho.


Sentei na sala e comecei a leitura. Logo nas primeiras páginas que li rapidamente já acontece um assassinato estupendo que irá desenhar a história do romance. Eu toda empolgada e concentrada para gravar os detalhes da cena minimamente detalhada, toda envolvida... Escuto:

- Esse Datena é mesmo sensacionalista né?! - minha mãe reclamando - Ele precisa fazer isso tudo em uma notícia?

- Tem mais 280 canais ai na TV, muda e pronto mãe... - Respondi tentando voltar para a cena do crime.

Mais alguns parágrafos adiante, o detetive começa a me fornecer alguns dados importantes e eu já quase soluciono o caso para ele desse lado da realidade quando o telefone toca.

Era minha vó, pedindo para levar o aparelho de pressão para ela porque achava que estava um pouco alta demais. ¬¬

Eu havia esquecido como era difícil ler um livro em casa!


Peguei o marcador que havia separado o melhor que eu tenho porque o livro merecia atenção e cuidado de um bom marcador, coloquei entre suas páginas com dor na alma já. Peguei o aparelho e fui levar para minha vó que mora em frente a minha casa. Aparelho em uma mão e um assassinato quase resolvido na outra.

Medi a pressão da vó, do vô e já perguntei se tinha mais alguém na casa. Com uma resposta de que não, avisei que me sentaria no fundo da casa para ler meu livro. Peguei a cadeira do vô, a mais confortável. Abri as páginas daquele livro e continuei a leitura.

O detetive bailava entre provas e fotografias da cena, eu desse lado o ajudando a resolver tudo mais rápido, lendo cada linha com uma fome de chegar ao fim, me apaixonei por ele. Mr. Cross realmente é o homem perfeito para mim, e nesse corre corre da delegacia até próxima cena de crime fui trazida de volta a casa dos meu avós pelo meu celular tocando...

- Onde você tá? - Meu pai ligando

- Estou na delegacia na casa da vó, por quê?

- Tudo bem ai? Ela tá bem?

- Tudo, ela não tem nada, só sentei aqui pra ler, já to indo pra casa.

Já que me tiraram dos braços do meu detetive resolvi voltar pra casa.

Fui direto para o quintal e sentei-me com o livro na varanda, no silêncio de novo e voltei para resolver aquele caso com Mr. Cross.

Sim, fomos enganados, todas as evidencias nos levaram a lugar algum, se eu não estivesse distraída com coisas familiares eu já teria resolvido esse caso.


Engoli as páginas seguintes... Leitura pesada, cheia de informações e logo percebi que o Senhor Pestana estava me jogando aquele maldito pozinho do sono.

Não, Mr. Cross nunca me perdoará se eu for dormir agora, preciso ajuda-lo a resolver esse caso logo, a lei não pode dormir. Eu praticamente desmaiei e acordei hoje cedo. (vou tentar terminar para não coloca-lo de volta na estante de livros para depois de aposentar).

Aí vem alguém e me diz: Não entendo porque você acorda mais cedo só pra ler livros! Se as pessoas soubesse o bem que faz se envolver em uma leitura verdadeiramente... (suspiros).

Esse livro realmente existe e Cross é o nome do detetive, não contei nenhum spoiler fiquem tranquilos e quem quiser saber que livro é esse que estou falando é só olhar ali do lado, na minha estante de livros que estou lendo.


O nome dele é: O DIA DA CAÇA. Depois faço resenha!

Ahhh não esquece de tentar ganhar o livro do Jim Carbonera e a caneca do blog!
Clique Aqui e participe!

16 comentários

  1. É, Camila, ontem não foi seu dia.rs
    Por isso que sempre gostei de casa vazia.
    Fico imaginando se eu tivesse filhos...

    Sua mãe tem razão, o Datena é um porre!

    Tudo de bom pra você!

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila,
    Adorei o post! É um pé tentar ler com pessoas interrompendo! Os leitores deveriam ser respeitados como os médicos quando estão examinando um paciênte. Jamais deveriam ser interrompidos.
    Beijos 1000 e um restinho de semana maravilhoso para vc.

    SORTEIO “Chá do Chapeleiro Maluco”
    http://www.gosto-disto.com/2012/04/sorteio-cha-do-chapeleiro-maluco.html

    ResponderExcluir
  3. kkkkk...muito bem humorado seu post....aqui em casa, tb é bem dificil conseguir me concentrar e tb acho q alguns livros so vou conseguir ler quando aposentar. Voltei com mt novidades, passa no meu cantinho qdo puder. Bj e fk c Deus.

    ResponderExcluir
  4. ô Camila, que paciência hein?! hehhehehhee
    Mas é assim msm. Eu geralmente aproveito para ler quando viajo - e ninguém fica falando cmg no avião - ou me tranco no meu quarto com tudo e leio sme parar!
    hehhehehe

    bjss

    ResponderExcluir
  5. Oi, Camila! Esse post é praticamente uma crônica. Adorei ler. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Eu tava praticamente pegando um voo imaginário pra blindar essa tua leitura... Seria a guardiã para não deixar ninguem interromper, até você conseguir desvendar esse crime.

    Adoro esse teu jeito de mergulhar nas tantas histórias contadas.É contagiante.

    Beijo, Camilinha.

    ResponderExcluir
  7. Nossa amei esse post... bem humorado...
    Tentar solucionar o caso ta mais complicado do que você imaginava neh... kk

    Também estou lendo Entrevista com o Vampiro.... ^^

    Primeira vez aqui no seu blog e já amei... :)
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Camila, ri ao te ler e ver seu corre - corre na tentativa louca de ler e decifrar o livro .Imaginei vc sentadinha na varanda da vó e seu pai preocupado contigo ....vc é uma grande escritora! Invista nisso e quando precisar de imagens para distrair vai la em casa, prometo nao te incomodar kkkkkkkk
    Bj menina
    Valeria

    ResponderExcluir
  9. Camila, isso de querer decifrar logo os mistérios de uma história é uma fase por mim já conhecida e ultrapassada, ainda bem! Já fiquei noites à dentro, segurando as pálpebras pois não queria dormir sem terminar um livro. Hoje, vivo uma tranquilidade que somente o avanço da minha idade sabe explicar,leio sem nenhuma pressa (se o livro é meu, grifo frases, marco parágrafos inteiros), costumo interromper a leitura para cumprir os afazeres e volto nela assim que posso.
    Adorei sua crônica, bem que você poderia nos brindar mais vezes com textos nesse estilo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Hehehehehhehehehhehehehe leitor sofre... Mas é bom!

    ResponderExcluir
  11. oi Camis,

    sabe que leitura deveria ter um local a prova de som e interrupção...
    deveria ser obrigatório esse cômodo em todas as casas,
    ler requer concentração,
    e ser interrompido,não dá...
    pobre Camis,
    bem que você tentou...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  12. nossa achei seu blog por acaso e estou amando, está de parabéns. seguindo


    se puder retribuir e seguir o meu também: modaacessivelounao.blogspot.com

    Beijokas

    ResponderExcluir
  13. Oi Camila,

    Hoje consegui entrar em seu blog sem problemas.

    Não consigo dedicar-me à leitura com interrupções. Sempre busco um horário em que possa concentrar-me e aproveitar bem a o conteúdo do livro.

    Sua crônica tem um ótimo toque de humor. Adorei ler.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Passei pra te desejar um domingo maravilhoso e para agradecer todas as vezes que você carinhosamente esteve visitando meu blog.
    Espero que volte sempre, pois seu carinho por lá me deixa muito feliz...


    Beijos


    Ani



    http://cristalssp.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Menina, que odisséia para conseguir desvendar esse mistério, hein? É verdade, quem lê viaja! E por falar nisso, gostaria de me aventurar por outras leituras. Você poderia me sugerir algum livro do Stephen King? Leio muito o Didney Sheldon e a Agatha Christie, tenho vários títulos, mas ando a fim de dar uma guinada radical, se é que me entende, rsrs Beeijo Cami!

    ResponderExcluir
  16. Hauhauhau! Adorei o post Camila!
    Espero que a sua família e o Senhor Pestana a deixe desvendar o caso!! O.O
    Não gostei muito desse livro... Vou ficar curiosa para ler a sua resenha! :)

    Quanto à Estilhaça-me... Sei não... Acho que você não vai gostar. Mas, se você está realmente com vontade de ler o livro, vá em frente. E depois me fala o que achou!! :D

    Beijooo! E boas tentativas de leituras!! hehe

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...