[Livro] Feita de Fumaça e Osso (#1)

Era uma vez uma garotinha que foi criada por monstros. Mas anjos queimaram a entrada para o seu mundo, e ela ficou completamente sozinha".
Hoje começarei uma resenha que dividirei em três partes por ser uma trilogia. Portanto essa semana será dedicada a essa obra que me deixou profundamente extasiada e desejando que existissem mais estrelas para uma classificação, porque - definitivamente - cinco estrelas é muito, muito, muito pouco!

Nossa, que difícil falar desse livro. Que livro! Eu queria poder ser justa à proporção do quanto AMEI ler essa obra, mas não sei usar as palavras tão bem. Acredite nada será justo o suficiente aqui...

A sombra dele revelou o que olhar diretamente para ele não mostrava. Sombras diziam a verdade, e a de Izîl revelou que havia uma criatura presa às suas costas, invisível quando se olhava para ele. Era uma coisa volumosa, atarracada, os braços apertados em volta do pescoço de Izîl".

Está me achando exagerada? Espere para ler a resenha e se no final você se render à essa obra, vai me entender perfeitamente. Garanto!

Feita de Fumaça e Osso conta a história de Karou, uma garota excêntrica que foi criada por quimeras (algo que chamaríamos de demônios aqui), mas vive em nosso mundo, como se fosse uma garota normal. Só que nada em Karou é normal e é isso que a torna tão interessante:


Seus cabelos são azuis e parecem nascer dessa cor. Sua vida é tumultuada com viagens de ultima hora e quando volta, traz marcas estranhas como arranhões e hematomas que desperta o interesse das pessoas, mas o que mais a torna misteriosa são seus cadernos de desenhos.

Mais de 90 cadernos com imagens vívidas de monstros e lugares que contam uma história sequencial. Cadernos bravamente disputados entre seus amigos de classe, que mal podem esperar para saber qual a sequencia das historias que Karou cria.

Entre os personagens conhecemos Issa - Serpente da cintura para baixo e mulher da cintura para cima que cuidava da entrada de uma loja que "vendia" desejos. Essa loja é comandada por Brimstone, um monstro que da cintura para baixo lembrava um dragão enquanto seu rosto se assemelhava a um carneiro com chifres espiralados emoldurando olhos reptilianos.

Brimsstone entregando à Karou o seu osso da sorte.
Algo muito significativo nessa obra inteira.

Karou vive entre esses dois mundos. Vai à escola de artes onde convive com sua - GENIAL - amiga Zuzane e tinha, até pouco tempo, um namorado irritante. Ao mesmo tempo em que vive essa vida, bate em portas específicas esperando que uma mulher-cobra a abra para que ela possa entrar na loja de Brimstone para realizar sua próxima tarefa.

Suas missões são estranhas: Trazer dentes para Brimstone. Isso mesmo, dentes!

No mundo inteiro só havia um lugar onde os humanos conseguiam desejos: na loja de Brimstone. E só havia uma moeda que ele aceitava. Não era ouro, ou charadas, ou bondade, ou qualquer outra bobagem de contos de fada, e não, também não eram almas. Era mais estranho que qualquer uma dessas coisas. Eram dentes".

Nem ela sabe o que ele faz com isso, mas as missões são perigosas e constantemente karou precisa se defender de pessoas ainda mais excentricas do que ela. Da loja partem portais para todos os lugares do mundo, portanto agora a gorato da cabelos azuis está em Sidney na Austrália, mas daqui alguns minutos pode estar em Paris, na França e de noite no Marrocos. Quem decide é Brimstone. Alias ele decide tudo e não tem o costume de explicar nada.

Brimstone a deixava sair para passear e desenhar em qualquer lugar do mundo em que não houvesse guerra, e, quando ela ficava com vontade de comer manga, abria a porta para a Índia, sob a condição de que trouxesse algumas para ele também. Ela até mesmo conseguira convencê-lo a deixá-la sair em expedições de compras por feirinhas exóticas e a este mesmo lugar, no mercado de pulgas de Paris, para mobiliar seu apartamento. Aonde quer que fosse, quando a porta se fechava atrás dela, a conexão com a loja estava cortada. Qualquer que fosse a magia usada, existia somente naquele outro mundo — no Outro Lugar, como costumava pensar nele — e não podia ser conjurada deste lado. Ninguém jamais conseguiria forçar a entrada na loja. Só era possível irromper por uma porta terrena que não levava para onde se queria ir".

Dessa forma Karou segue a vida, desenhando seus monstros - mais reais do que todos ao seu redor podem sonhar - e buscando dentes para seu pai adotivo. Mas porque ela vive assim se é uma humana? Onde estão seus pais verdadeiros? Porque ela sente esse vazio constantemente dentro do peito? Qual a peça que está faltando em sua vida.

Um dia, uma marca de mão negra começa a aparecer nos portais que chegam à loja do Mercador de Desejos, como se tivesse sido marcada com fogo e é aí que o mundo de Karou se transforma. Sua única ajuda vem de alguém que ela jamais imaginou que viria: Um serafim.

...os serafins querem governar o mundo, os quimeras não querem ser governados, e isso os torna malvados".

Ok, você deve estar reclamando agora: Ah não, anjos e demônios não. Já deu para mim!

Não!!! Espere, eu juro, aqui são diferentes. Os anjos retratados nessa obra são incrivelmente terríveis, enquanto os demônios são os verdadeiros mocinhos da história (Pelo menos no começo). É isso que faz ficar tão original. É lindo, é genial, é glorioso!

Akiva é um dos anjos responsáveis por queimar os portais de Brimstone e por algum motivo sente uma enorme ligação com Karou. E não é uma história boba de amor, é algo muito mais profundo e significativo do que isso. (ok, eu não sou contra o amor, só não suporto melação gratuita e não existe isso nessa obra, acredite!).

AKIVA: Essa imagem é legal porque os anjos são retratados com asas que libertam faíscas.
Suas asas iluminam a escuridão e aquecem o que tem perto.

Então é através do inimigo mais mortal dos quimeras, que Karou descobre sua verdadeira história e é INCRÍVEL! A mitologia criada pela autora é profunda e cheia de voltas e uma das coisas mais legais nessa obra é que mesmo sendo muito complexa é fácil de acompanhar, com muitas explicações – nas horas certas – e muito suspense.

Ele não era humano. Não era nem do seu mundo. Era um soldado com uma contagem de mortes nas mãos, e era inimigo de sua família. E, ainda assim, alguma coisa os ligava, mais forte do que tudo isso, algo com o poder de conduzir seu sangue e respiração como uma sinfonia, de forma que qualquer coisa que ela fizesse para lugar contra isso parecia em desacordo, uma desarmonia com seu eu".

É de tirar o fôlego. De deixar apaixonado pela trama. Fez-me jogar o livro 1 longe e agarrar o segundo volume como se fosse oxigênio para os meus pulmões.

Quimeras e Serafins possuem uma incrível história de guerra através das eras e cada personagem que Karou desenhava em seus cadernos tem um papel essencial nesse combate.

Aquele que luta com monstros deve tomar cuidado para não se tornar um monstro também, e, quando se olha muito tempo para um abismo, o abismo também olha para você".

O cuidado da autora foi tão grande, são tantos detalhes que eu poderia lhes contar o final do livro que mesmo assim ficariam surpresas no ar. Esse é o começo da trilogia, o segundo volume é ainda mais cheio de reviravoltas, mas falarei dele no próximo post!

Por fim preciso ressaltar que esta obra entrou na minha lista dos melhores livros que já li na vida. Estou terminado o terceiro volume e definitivamente essa é a trilogia numero 1 na minha classificação.

Até quarta!



7 comentários

  1. Camila , nunca li nenhum livro desse estilo! Mas, gostei demais da resenha e fiquei bem curiosa.

    MIl bjos e boa semana,
    http://blogdmulheres.blogspot.com.br/2015/03/incentivando-leitura.html#comment-form

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que te empolgue mesmo! Vale muito a pena!

      Excluir
  2. Você está entusiasmada mesmo, hein, Camila. Isso é contagioso. Já vi que vou acabar lendo esses livros. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espere até ver o post de quarta e o da Sexta! hahaha

      Excluir
  3. Interessante ,gostei muito ,beijinhos Camila.

    ResponderExcluir
  4. Oi Camila, fiquei super interessada depois desta resenha, parece ser bem interessante... beijosss!!!

    ResponderExcluir
  5. Puxa, Camilinha, entusiasmei-me com o seu entusiasmo. Nunca a vi resenhar um livro com tanta empolgação. Penso que o tema daria um ótimo filme.
    Parabéns pela bela resenha.

    Beijos.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...